Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá

Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense

Por Anderson Justino

Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. -
Rio - A pequena camisa do Flamengo sobre o caixão mostrava o carinho que Anna Carolina Neves, de apenas 8 anos, tinha pelo time de coração. Uma tragédia impediu que a criança pudesse crescer acompanhando o clube carioca. Na manhã deste sábado, familiares e amigos se despediram da menina que foi vítima de bala perdida, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Cerca de 150 pessoas acompanharam o cortejo no Cemitério Municipal Irajá, na Zona Norte do Rio. Abalados com a tragédia os pais da menina precisaram ser amparados e decidiram não falar com a imprensa.

Galeria de Fotos

Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Corpo de menina baleada em sofá de casa é sepultado em Irajá. Anna Carolina de Souza Neves foi vítima de uma bala perdida no Parque Esperança, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Anna Carolina foi vítima de bala perdida quando estava no sofá de casa Reprodução do Facebook
Um amigo do pai da criança comentou que Anna Carolina era a filha mais nova e considerada o xodó família.

"O único consolo nosso é que ela está nos braços de Jesus Cristo, está na paz. Ela se tornou um anjo de Deus.", desabafou um parente no momento do sepultamento do corpo.

Anna Carolina foi baleada dentro de casa na ultima quinta-feira, no bairro Parque Esperança. A menina estava sentada no sofá da sala quando o projétil, que perfurou o telhado, atingiu sua cabeça. ela ainda foi socorrida e levada para o Hospital Municipal Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, mas não resistiu.

Anna Carolina é a primeira criança atingida por bala perdida e a terceira vítima morta em 2020 no Rio. No ano passado, 24 crianças foram vítimas de bala perdida no Estado.

A morte da menina é investigada pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Na próxima quarta-feira a polícia fará a reconstituição do caso. O objetivo é identificar de onde partiu o tiro que atingiu a criança.

Em nota a Polícia Militar informou que não houve nenhuma operação policial na região no dia do incidente. O 39º BPM (Belford Roxo) disse que momentos antes do crime dois homens em uma motocicleta foram abordados por uma viatura da PM.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários