Três pessoas são baleadas na Região Metropolitana em menos de 10 horas

Entre as vítimas, um PM foi morto ao ser abordado por bandidos na Zona Norte

Por Thuany Dossares

Disque Denúncia oferece R$ 5 mil por informações sobre morte de PM (esq). Paulo Alves foi baleado no olho
Disque Denúncia oferece R$ 5 mil por informações sobre morte de PM (esq). Paulo Alves foi baleado no olho -

Três pessoas foram baleadas em assaltos na Região Metropolitana do Rio, em um período de menos de dez horas, entre a tarde e a noite de terça-feira. Uma das vítimas, um policial militar, morreu.

O cabo Leandro Jorge Cardoso Salomão, de 31 anos, estava de moto quando foi abordado por bandidos na Rua 24 de Maio, no bairro do Engenho Novo, Zona Norte do Rio, por volta das 20h. Segundo a Polícia Militar, o agente não estava armado e tentou fugir do local, na altura da estação Silva Freire da SuperVia, e os criminosos atiraram contra ele. O PM foi atingido nas costas e morreu na hora.

Leandro foi o primeiro agente de segurança pública assassinado no Rio de Janeiro em 2020. Ele estava na corporação desde 2012, era casado e deixa uma filha.

O Disque Denúncia divulgou um cartaz pedindo informações que ajudem a polícia a identificar os envolvidos no crime.

As outras duas vítimas foram baleadas em São Gonçalo: o empresário Paulo Alves Cardoso, de 67 anos, e uma senhora, que não teve o nome revelado. A idosa foi atingida na perna, no bairro Coelho.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários