Morre guardador de carros que viralizou ao ajudar senhora a atravessar rua alagada em Copacabana

De acordo com as primeiras informações, a morte teria acontecido no dia 7 de maio, mas só nesta terça-feira veio a público

Por O Dia

Capoeira ganhou uma casa graças a uma vaquinha na internet
Capoeira ganhou uma casa graças a uma vaquinha na internet -
Rio - O guardador de carros Varlei Rocha Alves, o 'Capoeira', que ficou conhecido após ajudar uma senhora a atravessar uma rua alagada fazendo uma ponte de caixotes em Copacabana, na Zona Sul do Rio, morreu por "parada cardiorrespiratória de causa indeterminada". A notícia foi confirmada pela irmã dele, Claudilene Santos.
De acordo com as primeiras informações, a morte teria acontecido no dia 7 de maio, mas só nesta terça-feira veio a público. O guardador teria passado mal na casa de parentes e socorrido a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Costa Barros, na Zona Norte do Rio, onde já chegou sem vida.
A página no Instagram 'Razões Para Acreditar', que ajudou Varlei a comprar uma casa por meio de uma vaquinha virtual, lamentou a perda e relembrou a ajuda fornecida.
"O Capoeira foi a nossa primeira vaquinha, quando ainda nem tinhamos a @voaa_vaquinhadorazoes! Com o valor, ele comprou uma casa onde vivia ele, o filho dele de 11 anos , o Darlei, e suas irmãs", publicou o perfil. 
Nas redes sociais, alguns famosos também prestaram homenagem ao guardador. Como a atriz Alice Wegmann. "No ano passado a gente conheceu a historia do Capoeira. em três dias conseguimos, todos juntos, arrecadar o suficiente pra realizar o sonho dele de comprar uma casa pro filho. Essa foto e tudo e diz muito sobre o carinho que tinham um pelo outro", disse. 

Comentários