2.757 vagas abertas

Oportunidades abrangem diferentes áreas e níveis de escolaridade

Por Maria Clara Matturo*

Alessandra conseguiu uma vaga
Alessandra conseguiu uma vaga -

Em meio a pandemia de coronavírus, quase 3 mil vagas de emprego estão abertas no Rio. Entre os cargos ofertados estão o de operador de telemarketing, vendedor, promotor de vendas, empacotador e analista de suporte técnico.

Nesta semana, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação do Rio disponibilizou 169 vagas, sendo 55 para pessoas com deficiência e reabilitados do INSS. Os interessados devem mandar email para captacaodevagas.smdei@gmail.com. 

A Comunidade Católica Gerando Vidas também divulgou 294 oportunidades em sua página do Facebook. A instituição está separando a divulgação durante a semana. Hoje, sairão as vagas para empacotador, caixa, operador de loja e repositor de estoque. Os interessados devem acessar a página da instituição pelo link https://www.facebook.com/sougerandovidas/

Para os moradores de São Gonçalo, mais de 1.600 oportunidades estão abertas no site www.trabalhabrasil.com.br. As vagas disponíveis abrangem diferentes níveis de escolaridade, além das áreas disponíveis que variam entre açougueiro, farmacêutico, vendedor, fiscal de loja e auxiliar de serviços gerais. As pessoas que quiserem se candidatar podem cadastrar o currículo na plataforma gratuitamente.

Chances no varejo

A Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj) criou, em parceria com outras 29 entidades do varejo, uma plataforma específica e gratuita para as vagas do setor. O objetivo da iniciativa é divulgar as oportunidades e auxiliar as pessoas que tiveram seus empregos afetados pela covid-19. No momento, 694 vagas estão abertas no Rio, distribuídas em supermercados e farmácias do estado.

A superintendente da Asserj, Keila Prates, afirmou que o espaço virtual deve continuar funcionando após a pandemia: "O Vagas no Varejo se tornará um portal de uso contínuo do setor supermercadista e ficará por muito tempo servindo como local de busca de talentos para o setor".

"Antes de me inscrever no portal, eu saía de casa todos os dias em busca de emprego. Achei incrível me telefonarem apenas 15 dias depois de fazer a minha inscrição", comemorou Deise Pacheco, de 48 anos, que agora atua como atendente. 

Comentários