Ideia do prêmio é de Celso Athayde, fundador da Cufa e CEO da Favela Holding - Cufa / Divulgação
Ideia do prêmio é de Celso Athayde, fundador da Cufa e CEO da Favela HoldingCufa / Divulgação
Por MH
Rio - A Central Única das Favelas (Cufa) e a ONG Favela Holding lançaram, nesta semana, a primeira edição do prêmio Pretos Empreendedores. A iniciativa vai reconhecer ações realizados por negros que causem impacto social nas mais diversas áreas. A cerimônia para o anúncio dos vencedores vai acontecer no início de 2021.
O prêmio vai escolher os empreendimentos negros mais impactantes da sociedade em 2020. Cada estado terá o seu próprio júri e, ainda neste mês, serão divulgados os cinco homens e cinco mulheres mais citados em cada estado pelos seus respectivos jurados.
Publicidade
Selecionados os maiores pretos empreendedores de cada estado, se inicia a votação que escolhe o melhor preto e a melhor preta empreendedores de cada estado. Esta votação ocorrerá pelo voto popular na Internet, pelo voto do júri estadual e pelo voto do júri afro empreendedor, cada um com o peso de 33%. O resultado desta votação, que indicará os 54 maiores Pretos Empreendedores do Brasil de 2020 (um homem e uma mulher de cada estado), será divulgado no início de janeiro de 2021.
"Estamos criando esta premiação porque entendemos que têm muitos pretos no Brasil desenvolvendo as mais diversas ideias nos âmbitos da cultura, do empreendedorismo, do esporte e da música, e acreditamos que temos que expor esse talento para toda a sociedade", explica Celso Athayde, fundador da Cufa e CEO da Favela Holding.
Publicidade
A votação que decidirá quais são as maiores iniciativas realizada por pretos empreendedores do Brasil de 2020 terá início logo após a divulgação do resultado da anterior. Mais uma vez dividida pelo voto popular da Internet, voto de um júri nacional e voto de um júri afro empreendedor.

O resultado que define qual o principal e mais impactante projeto ou iniciativa realizados por Pretos Empreendedores brasileiros, um de cada gênero, será divulgado em uma cerimônia, também em 2021.