Por O Dia
Rio - A Prefeitura de São Gonçalo disse, neste domingo, que a extinção da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, que aconteceu no início do mandato do prefeito Capitão Nelson (Avante) foi um "erro na publicação do Diário Oficial" do município. Em uma nova edição do DO, o prefeito nomeou o vereador Lucas Muniz (Progressistas) para a pasta.
O novo secretário garantiu todo o apoio e incentivo ao setor durante seu mandato. Ele disse que das prioridades de sua gestão serão a entrega do Teatro Municipal de São Gonçalo e a abertura de um canal com toda a classe de cultura para atender às demandas do setor.
Publicidade
"Fui surpreendido, assim como todos os gonçalenses, com o DO que extinguiu a Cultura, pois havia sido convidado pelo prefeito Capitão Nelson para assumir a pasta. Ao ligar para o prefeito, ele me garantiu que estava mantido o convite e que contava comigo à frente da Cultura para realizarmos um trabalho jamais visto em nossa cidade", afirmou Muniz.
O secretário disse ainda que a "Secretaria de Cultura exerce um importante papel social e de políticas públicas na formação do indivíduo".
Publicidade
"Artistas e trabalhadores de Cultura precisam e serão respeitados em seu fazer artístico", defendeu.