Feira de tradições nordestinas de São Gonçalo reabre neste sábado - fotos de Marcelle Corrêa/Divulgação
Feira de tradições nordestinas de São Gonçalo reabre neste sábadofotos de Marcelle Corrêa/Divulgação
Por Gustavo Vicente*
A reabertura do Centro Municipal de Tradições Nordestinas de São Gonçalo, no bairro de Neves, renova a esperança pelo fim do período de ‘seca’ imposto pela pandemia do novo coronavírus. É esse sentimento que move os feirantes lotados no espaço cultural Severo Embaixador Nordestino que, inaugurado em janeiro, fechou as portas com cerca de dois meses de atividade. A aguardada retomada, a partir de hoje, entre 18h e 22h, e no fim de semana, das 16h às 22h, é encarada como a salvação dos negócios.
"Sofremos muito com a feira fechada. A reabertura é uma benção para a nossa vida e das pessoas que não têm opção de lazer e cultura em São Gonçalo. Muita saudade de preparar minhas comidas, principalmente o Baião de Dois, prato que mais vendo", diz Edileuza Ferreira da Silva. 
Publicidade
Feira de tradições nordestinas de São Gonçalo reabre neste sábado - Marcelle Corrêa/Divulgação
Natural de Rio Tinto, Paraíba, Edileuza, de 65 anos, recorreu a aplicativos de delivery para driblar a crise enquanto o 'Sertão 13' — quiosque que comanda na feira — estava com as portas fechadas. Moradora de Brasilândia, Renata Ribeiro Jayme, de 48 anos, também teve os planos virados de ponta-cabeça. Confeiteira, trocou o doce pelo salgado ao investir tudo no quiosque 'Flor de Mandacaru'. A pandemia, porém, interrompeu sua única fonte de renda. A volta das atividades no Centro de Tradições Nordestinas hoje é motivo de esperanças.
Publicidade
"O espaço fechou quando os comerciantes começavam a ganhar um dinheirinho. Fiz empréstimo para montar meu negócio. Consegui a prorrogação até este mês e tive que parcelar a dívida no cartão de crédito. Contamos com a volta, mesmo que gradual. É melhor pingar do que secar", diz Renata. 
Por hora, nada de arrastapé coladinho ou forró ao vivo. Para evitar aglomeração, o espaço reabre com 50% da capacidade e rígidos protocolos de segurança e higiene.
Publicidade
Segurança é prioridade
Feira de tradições nordestinas de São Gonçalo reabre neste sábado
Feira de tradições nordestinas de São Gonçalo reabre neste sábadoMarcelle Corrêa/Divulgaçã
Depois de quatro meses, o pedacinho do Nordeste em São Gonçalo reabre as portas para a alegria dos cerca de 300 mil moradores da cidade oriundos da região. A reabertura exigiu um esforço da prefeitura, que publicou decreto com protocolos de segurança para a reabertura do espaço cultural. Na entrada, todos terão a temperatura aferida, além de higienização das mãos com álcool em gel e obrigatoriedade do uso de máscaras faciais.
Publicidade
"É importante voltar, mas com segurança. A doença (covid-19) é séria e tem matado muita gente", pondera Luzardo Rodrigues Fonseca, de 50 anos.
Natural de Belém, no Pará, ele vive há 30 anos em Neves. Durante a construção do Centro de Tradições Nordestinas, vislumbrou a chance de empreender com o quiosque 'Família Ferreira':
Publicidade
"Não fosse o caixa feito em dois meses de feira, teríamos passado necessidade. Agora é trabalhar".
 *Estagiário sob supervisão de Bernardo Costa