Voltaço empata em 2 a 2 com o Londrina-PR pela última rodada da Série C - Divulgação/ VRFC
Voltaço empata em 2 a 2 com o Londrina-PR pela última rodada da Série CDivulgação/ VRFC
Por O Dia
Volta Redonda - No empate entre Voltaço e Londrina-PR pela última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, o Esquadrão de Aço esteve em campo com dez pratas da casa, sendo que seis ainda têm idade para atuar no sub-20.
Ao todo, dos 23 relacionados para o confronto, 14 eram formados nas categorias de base do clube. Cenário que o comandante Neto Colucci celebrou após o apito final.
Publicidade
“Também sou cria da base do Volta Redonda e tenho muito orgulho disso. São meninos que trabalharam comigo e fico muito honrado em ver o futebol que jogaram hoje. Entraram com muita personalidade e demonstraram o bom trabalho que está sendo feito nas categorias de base, tanto comigo, que trabalhei com eles durante uns quatro, cinco anos, como com os demais profissionais da nossa base. Claro que é preciso ter um pouco de paciência com eles, porque não serão eles que irão resolver a situação do clube do dia para a noite, mas temos, sim, que trabalhá-los, dar confiança e colocá-los para jogar, para que no futuro eles representem muito bem o clube, assim como fizeram diante do Londrina-PR”, disse.
Com o empate, o Volta Redonda terminou a Série C de 2020 na sexta colocação, com 23 pontos. O técnico Neto Colucci esteve no comando da equipe em seis partidas e fez uma análise da campanha.
Publicidade
“Primeiro agradecer a diretoria do Volta Redonda pela confiança, todo o staff e os atletas também. Nestas seis partidas, pode-se dizer que tivemos um retrospecto mediano, porque poderia ter sido melhor, com a gente brigando pelo acesso, mas fica a mostra de um futebol de confiança, de acreditar nos atletas, no nosso trabalho e conceito de jogo. O Volta Redonda está no caminho certo de acreditar na base e vamos trabalhar muito para que 2021 seja um ano de sucesso e que venha com o acesso à Série B, afirmou.