Luis fabiano - Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Luis fabianoCarlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Por
Publicado 03/11/2017 17:04 | Atualizado há 3 anos

O Vasco está pronto para disputar a sua 'Copa do Mundo' no Campeonato Brasileiro. Nos sete jogos que faltam para o fim da competição, vai lutar por uma vaga na Libertadores, reforçado de Luis Fabiano, relacionado para o duelo com o Vitória, amanhã, no Maracanã, após 75 dias longe dos gramados devido a uma artroscopia no joelho direito. Na visão do técnico Zé Ricardo, há motivos de sobra para a torcida acreditar no êxito do time, que não perde há sete rodadas e está a três pontos do G-7.

"A Copa do Mundo são sete jogos, e os sete jogos finais serão nossa Copa do Mundo. Confio nos atletas, na comissão técnica. Com isso, minimizamos muitos problemas. Dizer que vai entrar e ter uma sequência, que não vai perder, é muito difícil. Não podia dizer que esse roteiro ia acontecer, mas estou feliz. Continuo otimista, mas com os pés no chão", afirmou Zé Ricardo, que confirmou Luis Fabiano entre os relacionados para o jogo com o Vitória, não necessariamente como titular.

"É um jogador experiente, não queremos que tenha problema nesse retorno. Deve estar disponível, mas não sabemos o tempo que aguentaria. Treinamos com ele, com o (Andrés) Ríos e os dois juntos. Não posso adiantar. Só posso adiantar que Henrique entra no lugar do Ramon e Breno volta na vaga do Paulão", disse o treinador.

Zé Ricardo deixou claro que conta com o Fabuloso bem o quanto antes para ele ajudar o Vasco rumo à Libertadores. "Essa é a ideia. Não está cem por cento, mas tendo a chance de começar, vai começar. Ele é nosso artilheiro. Queremos que comande o ataque", avisou, ciente de que não terá Wagner, com lesão no joelho.

Embora o Vasco enfrente um time na zona de rebaixamento, Zé Ricardo pediu atenção em relação ao Vitória. "Time perigoso, especialmente fora de casa. Contamos com o apoio da torcida. Será preciso paciência, porque o Vitória se sente confortável jogando assim. A volta do Luis Fabiano é fundamental", reforçou.

Você pode gostar
Comentários