Um dos ocupantes do carro foi ferido. O veículo que furou a blitz do Exército ficou com diversas perfurações - REPRODUÇÃO DE VÍDEO
Um dos ocupantes do carro foi ferido. O veículo que furou a blitz do Exército ficou com diversas perfuraçõesREPRODUÇÃO DE VÍDEO
Por

Dois suspeitos em um veículo furaram uma blitz do Exército, na Vila Militar, na noite de ontem, e atropelaram dois soldados da Polícia do Exército (PE). A dupla que estava no carro acabou sendo interceptada em um outro bloqueio na via, por paraquedistas, que atiraram contra o veículo. O motorista morreu no local e o outro homem ficou ferido.

O carro furou a blitz na altura do Banco Itaú, em Deodoro, no sentido Zona Oeste, e os militares acionaram a Polícia do Exército por rádio. Dois soldados do 11º Batalhão da PE tentaram parar o veículo, mas foram atropelados. Segundo testemunhas, um deles está em estado gravíssimo. Os dois foram encaminhados ao Hospital Geral do Rio de Janeiro, na mesma via, na Avenida Duque de Caxias.

Já na chegada à Magalhães Bastos, militares do 27° Batalhão Paraquedista, que faziam outro bloqueio na Vila, atiraram. "Estava no ônibus e vi os dois soldados feridos no chão. E depois o carro, já perto do viaduto, que estava com várias perfurações de tiros. Dentro dele tinha um homem que parecia já estar morto e outro estava fora, também baleado", contou o técnico de informática Rafael Fernandes.

Até o fechamento desta edição não havia identificação das vítimas.

Você pode gostar
Comentários