O técnico de Futebol do Fluminense, Abel Braga. Foto - Lucas Merçon / Fluminense F.C -  Lucas Merçon / Fluminense F.C
O técnico de Futebol do Fluminense, Abel Braga. Foto - Lucas Merçon / Fluminense F.C Lucas Merçon / Fluminense F.C
Por O Dia

Rio - O Fluminense começou mal a sua caminhada no Carioca. Com uma equipe formada praticamente por jogadores revelados em Xerém, a equipe das Laranjeiras foi derrotada por 3 a 1 para o Boavista. Apesar da derrota, não foi uma tragédia completa para Abel Braga. Após o jogo, o treinador disse que a equipe fez um "grande primeiro tempo" e aproveitou para elogiar os garotos que figuraram no onze titular.

"Conseguimos fazer um primeiro tempo taticamente muito legal, com mais oportunidades, mas nós erramos em dois lances cruciais, no primeiro e segundo gols – o terceiro foi o pênalti. Isso é o que fica. Mas nós queríamos mais. Queríamos, pelo menos, o empate. Estávamos jogando para isso. Mais positivo foi a grande surpresa, menino Caio, e a confirmação de que temos grande lateral esquerdo, Ayrton", disse. 

Caio, aliás, foi o autor do gol solitário do Fluminense na partida, mas acabou sendo expulso. O treinador lamentou a falta dele no jogo do próximo sábado, no clássico contra o Botafogo. A expulsão foi por uma falta em Cláudio Maradona.

"Conto com todo mundo para o Botafogo. Pena que não vou ter o Caio. Ele foi até justamente expulso, era último homem. E não foi pelo gol não, foi pela desenvoltura dele, na primeira bola, na segunda, na forma que ele diminui no adversário. Ele chega bem, a posição dele é mais ou menos a do Wendel. Mas o Wendel é mais à frente, ele é na chegada, sabe chegar de trás. Ele aparece muito bem. Fiquei imensamente satisfeito", completou Abel. 

O Fluminense volta a campo no próximo sábado, quando recebe o Botafogo no Maracanã, pela 2ª rodada do Campeonato Carioca. O jogo está marcado para as 17h.

Você pode gostar
Comentários