Eurico Miranda ainda pode recorrer - Clever Felix/Parceiro/Agência O Dia
Eurico Miranda ainda pode recorrerClever Felix/Parceiro/Agência O Dia
Por O Dia
Publicado 16/01/2018 17:20 | Atualizado 16/01/2018 17:22

Rio - A candidatura da chapa encabeçada por Eurico Miranda sofreu mais uma derrota judicial nesta terça-feira. O STJ (Superior Tribunal de Justiça) o pedido de mandado de segurança feito pelo Vasco para que os votos da urna 7 fossem validados. Desta forma, está mantida a vitória da chapa encabeçada por Julio Brant. A atual diretoria do clube carioca ainda por recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal).

 

O STJ indeferiu "em face da incompetência absoluta do Superior Tribunal de Justiça para o conhecimento e julgamento do feito", como diz a decisão. O que quer dizer que o caso não será levado para a relatora Nancy Andrighi.

A eleição do Vasco ocorrida em novembro do ano passado ainda é discutida na Justiça. A polêmica envolve 475 sócios que votaram na urna 7. Todos eles foram admitidos no clube entre os meses de novembro e dezembro de 2015. Existe a suspeita de fraude. A última decisão judicial determinou que os votos fossem suspensos, com base num laudo pericial simplificado que analisou documentos entregues pelo Vasco.

Na próxima sexta-feira, às 20 horas, ocorre a reunião do Conselho Deliberativo que vai definir o novo presidente do Vasco, a chapa encabeçada por Brant terá a maioria do Conselho: 120 contra 30 de Eurico. Além deles, 150 conselheiros natos também devem votar.

 

Você pode gostar
Comentários