Cursos podem ser feitos em todas as unidades da Faetec do estado  - reprodução
Cursos podem ser feitos em todas as unidades da Faetec do estado reprodução
Por O Dia

Rio - Após quatro meses, os servidores da Faetec decidiram suspender a greve, em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira. A greve cobrava a regularização dos salários e do décimo terceiro — à época da paralisação, em agosto, referente a 2016. As aulas devem ser retomadas em fevereiro. 

Com a suspensão da paralisação, que ocorria desde agosto, os servidores retomam ao estado de greve, ficando de prontidão em relação aos próximos passos do governo em relação ao pagamento dos próximos salários. Parte dos servidores ainda não receberam o 13º de 2017, que foi pago para quem recebe até R$ 3.458 líquidos. 

A preocupação fica agora com os serviços de manutenção, segurança e limpeza. Cada unidade também será responsável pelo programa de reposição das aulas. Em entrevista ao Bom Dia Rio, da TV Globo, o coordenador do Sindicato dos Profissionais da Educação da Faetec (SINDIPEFAETEC), Marcos Freitas, disse que parte dos problemas foi solucionada.

“Nossas exigências foram atendidas. Os salários foram quitados e falta apenas o pagamento do 13º salário. As aulas recomeçam em fevereiro. Geralmente, a administração respeita a decisão de cada unidade. Ou seja, cada uma vai fazer seu plano de reposição de aulas, mantendo a qualidade do ensino e o plano previsto para os anos de 2017 e 2018”, falou.

Você pode gostar
Comentários