Por

Rio - Na Quarta-feira de Cinzas começa o período da Quaresma: tempo de conversão. Como gesto concreto, a Igreja no Brasil, há mais de 50 anos, lança a Campanha da Fraternidade. Ela nos motiva a viver, com maior intensidade, tudo que a Quaresma indica. Este ano, a Campanha da Fraternidade apresenta o tema da superação da violência através da cultura da paz. Vivemos momentos difíceis de violência urbana que parece não ter solução, mas não podemos cair em desespero. Temos que ter fé e buscar saídas para acabar com a cultura da violência, o cristão não pode se acostumar com ela. A violência é um mal que se multiplica incessantemente, sob inúmeras formas, e penetra nos ambientes, fazendo um número cada vez maior de vítimas. Esta é a razão pela qual a Campanha da Fraternidade deste ano precisa ter uma abrangência missionária que ultrapasse em muito os limites de nossas igrejas, chegando a todas as pessoas. A violência se manifesta de diferentes formas, se instala como uma mentalidade, um jeito específico de ver a vida e lidar com ela. A Campanha da Fraternidade propõe maior diálogo, bom senso e reconciliação. É preciso que nos unamos em oração, reflexão e ações concretas para que a paz seja o valor maior que busquemos a cada dia. Em nome do Deus da Paz, busquemos o acolhimento em vez do enfrentamento, o perdão no lugar da reação, a reflexão ao invés da resposta imediata, impensada. É necessário, pois, que cada pessoa contribua para a redução da violência que nos assola. Desejo a você e sua família uma santa e abençoada Quaresma! 

 

Padre Omar: é o Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado. Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail [email protected] Acesse também www.padreomar.com e www. facebook.com/padreomarraposo

Você pode gostar
Comentários