Flamengo bate o Nova Iguaçu pela Taça Guanabara - Gilvan de Souza/Flamengo
Flamengo bate o Nova Iguaçu pela Taça GuanabaraGilvan de Souza/Flamengo
Por

CÉSAR: Pouco exigido, foi quase um espectador em campo. NOTA 6

PARÁ: Tímido no apoio, não comprometeu na defesa. Cansado, foi substituído no intervalo. NOTA 5

RODINEI: Mais incisivo, aumentou a opção pela direita, descolando um bom cruzamento. NOTA 6

RHODOLFO: Seguro na defesa, marcou o belo gol de fora da área e garantiu a vitória. NOTA 7

JUAN: Bem na marcação, não deu brechas na defesa em sua estreia na temporada. NOTA 6

RENÊ: Foi bem na marcação, mas pouco eficaz no apoio. NOTA 5,5

CUÉLLAR: Único volante de origem, se desdobrou no meio de campo, mas deu conta do recado na proteção à zaga. NOTA 6

LUCAS PAQUETÁ: Mesmo recuado, teve liberdade e coragem para chegar com perigo à frente. NOTA 7

EVERTON: Foi boa opção no início. Sentiu a falta de ritmo e caiu de produção. Faltou capricho no último passe. NOTA 5

EVERTON RIBEIRO: Forçou algumas bolas. Investiu no mano a mano e tabelas para chegar ao gol. NOTA 6,5

DIEGO: Em sua estreia, foi bem na armação e chegada à frente. Faltou fôlego no segundo tempo e acabou substituído. NOTA 6,5

MARLOS MORENO: Descansado, não teve êxito nas jogadas em velocidade. Foi útil na recomposição no meio de campo. NOTA 6

LINCOLN: Não sentiu a pressão em meio aos medalhões. Buscou tabelas fora da área. Dentro dela, levou perigo em duas jogadas. NOTA 7

VINÍCIUS JUNIOR: Pedido pela torcida, o atacante não desequilibrou dessa vez. Investiu sem sucesso em jogadas individuais. NOTA 5

Você pode gostar
Comentários