Por O Dia

Já dizia o ditado popular: "Quem canta, seus males espanta". Além disso, pode afastar complicações respiratórias. Essa foi a conclusão do estudo conduzido na Universidade de São Paulo (USP), que analisou 43 pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) durante aulas de canto e práticas manuais. As melhoras foram nos sintomas de falta de ar e redução do volume de reserva expiratória. Pensando nisso, o Brasil Sem Alergia, ação social que realiza atendimentos gratuitos em alergias está organizando um coral com pacientes que apresentam asma, bronquite e enfisema pulmonar.

Segundo o coordenador técnico do projeto, o médico Marcello Bossois, a prática do canto produz diversos benefícios à saúde, especialmente no caso de quem sofre com problemas respiratórios. "Cantar estimula e melhora a respiração diafragmática, aumentando a capacidade de levar mais oxigênio para os pulmões".

Para participar do coral, os interessados deverão realizar o exame de espirometria (teste de esforço), que é oferecido gratuitamente nas unidades do Brasil sem Alergia, em Duque de Caxias e Nova Iguaçu.  O agendamento do exame poderá ser feito pelos telefones 4063-8720 ou 3939-0239 ou ainda pelo site www.brasilsemalergia.com.br.

As atividades de canto contarão, inicialmente, com 20 alunos por unidade. O projeto, em Duque de Caxias, fica na Rua Conde de Porto Alegre 155, Bairro 25 de Agosto. E em Nova Iguaçu, na Rua Iracema Soares Pereira Junqueira, sem número, na Cruz Vermelha.

Você pode gostar
Comentários