Deputado discute com mulher e grita: 'Isto não é circo, p*rra!'

De tão exaltado ao rebater crítica, Paulo Ramos (Psol) acabou derrubando, sem querer, o celular de ex-funcionária que prestava serviço para a prefeitura

Por O Dia

Rio - Um vídeo que circula na internet mostra a reação (mais que) enérgica do deputado estadual Paulo Ramos (Psol) ao ouvir uma mulher dizer que ela e suas colegas de trabalho "não fariam parte desse circo". Trata-se de uma ex-funcionária que trabalhou em empresa que prestava serviços para a Fazenda Modelo, da prefeitura. 


O episódio ocorreu sexta passada em visita de comissão especial criada pela Assembleia Legislativa para atuar na proteção a animais. Ela foi convidada pela comissão para acompanhar a visita. No vídeo, o deputado Carlos Osorio (PSDB) aparece acompanhando o bate-boca.

Ao ser questionada por Paulo Ramos sobre o que havia dito, a mulher argumentou que estava conversando com um político. O deputado rebate: "E você é o quê?".

Ela responde: "Eu sou protetora. Protetor não é político. Fazemos políticas públicas."

No que o deputado eleva o tom de voz: "Isto não é um circo, porra! Nós temos responsabilidade". Ao gesticular, o deputado acaba derrubando, sem querer, o celular da funcionária no chão. Ela arregala os olhos e ironiza: "Educado, né?".

A coluna entrou em contato com Paulo Ramos, que citou o comportamento da servidora para justificar a forma com que rebateu a crítica.


"Duas mulheres aproveitaram a visita para tentar desviar o foco. Elas é que fizeram provocações. Eu não agi. Eu reagi. E não reagi violentamente. Reagi veementemente, como, aliás, faço com frequência. Não admito determinados tipos de desrespeito. Agora, se alguém interpretar que "porra" é palavrão, não vai poder nem ligar a televisão. Sobre a visita à Fazenda Modelo, sou atuante na área. Tenho várias leis no sentido de proteger os animais."

Na Fazenda Modelo funciona, desde 2008, o Centro de Proteção Animal, que oferece serviços veterinários e conta com canil, gatil e curral.

Últimas de Rio De Janeiro