Você sabia? Seis curiosidades sobre o novo Chevrolet Onix Plus

Novo sedã compacto mistura engenharia chinesa com projeto de motorização alemã

Por Lucas Cardoso

Na versão Premier, DRL fica no para-choque. Atrás, as lanternas em LED são bipartidas e invadem a tampa do porta-malas. Repetidores de seta fica nos para-lamas
Na versão Premier, DRL fica no para-choque. Atrás, as lanternas em LED são bipartidas e invadem a tampa do porta-malas. Repetidores de seta fica nos para-lamas -
Rio - O Chevrolet Onix Plus, substituto do antigo Prisma, chegou para movimentar o mercado dos compactos e brigar até com modelos maiores. Avaliamos o modelo durante uma semana, mas guardamos seis curiosidades para quem está interessado em comprar o novo sedã.
Em primeiro lugar, a plataforma do Onix Plus GEM (Global Emergency Markets) é fruto de uma parceria da Chevrolet com a SAIC. Com arquitetura modular, a base do modelo é voltada para mercados emergentes e também servirá de base para outros modelos, assim como acontece com outras marcas. A MQB da Volkswagen é um desses exemplos de sucesso. Sobre ela são montados Polo, Virtus e T-Cross. 
Motor turbo Ecotec entrega potência de 116 cv e 16,8 kgfm de torque - fotos Dilvulgação
Diferente da plataforma chinesa, o motor turbo do novo Onix Plus foi projetado pela alemã Opel (o primeiro modelo a usá-lo foi o Opel Adam de 2014). Outra curiosidade é que o propulsor que rende 116 cv de potência e 16,8 kgfm de torque só traz injeção do tipo multiponto, ao contrário da maioria dos concorrentes, que aposta na injeção direta.
Porta-malas perdeu capacidade, mas teve seu espaço melhor aproveitado por deslocamento de hastes - Divulgação
Também não foi adotada a árvore contrarotativa, que reduz a vibração dos comummente barulhentos tricilíndricos. Para compensar isso, a GM mexeu no ângulo do virabrequim e investiu em isolamentos. Na China, a montadora optou pela injeção direta. Por lá, o propulsor entrega 125 cavalos. Talvez esse motor pinte por aqui em uma versão esportiva da linha Onix.
Para minimizar a redução da dimensão do porta-malas de 469 litros do Onix Plus (31L menor que o do Prisma) a engenharia da Chevrolet deslocou as hastes (pescoço de ganço) da tampa. As peças foram para as extremidades da abertura que também cresceu para facilitar a colocação de bagagens. O acesso de malas na geração anterior era considerado pequeno demais por boa parte dos consumidores. 
A exemplo de alguns concorrentes, o porta-malas do Onix Plus também abandonou o botão para abertura do compartimento na tampa. O acesso só pode ser feito ao acionar o botão no painel ou dando dois toques no botão da chave presencial. 
Design
Detalhes menores, mas ainda curiosos, as lanternas traseiras do Onix Plus tiveram seu design inspirado na nova geração de um SUV de grande porte conhecido do consumidor brasileiro, a Blazer. As luzes da peça tem um design que remetem a setas. Além das lanternas, os faróis também trazem curiosidades. Destaque para um acabamento na parte lateral da peça, que utiliza formas geométricas. O visual é o mesmo visto no painel e no acabamento das saídas de som nas portas dianteira.

 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Na versão Premier, DRL fica no para-choque. Atrás, as lanternas em LED são bipartidas e invadem a tampa do porta-malas. Repetidores de seta fica nos para-lamas Lucas Cardoso
Interior tem design que remete ao irmão maior e mais caro Cruze Dilvulgação
Interior tem design que remete ao irmão maior e mais caro Cruze. Versão tem carregador sem fio. Motor turbo rende 116 cv fotos Dilvulgação
Acabamento interno das portas tem textura com desenho de polígonos que se repete nas saídas de som e faróis Dilvulgação
Grade dianteira hexagonal é mais ampla na nova geração e deixa o modelo mais agressivo Lucas Cardoso
Traseira chama atenção na versão Premier pelas lanternas em LED Lucas Cardoso
A lanterna bipartida do sedã tem LED com desenho inspirado na nova Blazer vendida nos EUA Divulgação
Farol com projetor elíptico tem detalhe que se repete no interior Divulgação
Porta-malas perdeu capacidade, mas teve seu espaço melhor aproveitado por deslocamento de hastes Divulgação

Comentários