Vereador Aquiles Barreto do PT, atual coordenador de campanha de José Bonifácio, vota contra CPI que investiga o Prefeito de Cabo Frio

A Câmara dos Vereadores aprovou a abertura da CPI que investigará o Prefeito de Cabo Frio sobre suposto uso eleitoral nas recentes exonerações e contratações da Prefeitura

Por Juarez Volotão

Dr. Adriano do DEM, prefeito de Cabo Frio e o Vereador Aquiles Barreto do PT na Câmara dos Vereadores da cidade
Dr. Adriano do DEM, prefeito de Cabo Frio e o Vereador Aquiles Barreto do PT na Câmara dos Vereadores da cidade -
Cabo Frio - O vereador e atual coordenador de campanha de José Bonifácio a Prefeitura de Cabo Frio, Aquiles Barreto do PT, que desistiu da sua candidatura própria para liderar o chamado 'blocão da esquerda' na cidade, votou contra a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara dos Vereadores que tem como objetivo, investigar e apurar as recentes exonerações e contratações de funcionários públicos comissionados dentro do período eleitoral, caracterizando um suposto uso político da Prefeitura. 
A CPI que também visa apurar as tentativas do Prefeito Dr. Adriano de implantar as organizações sociais, as famosas e polêmicas Os, com a função de terceirizar as folhas de pagamento na Prefeitura, tiveram votos favoráveis da ampla maioria dos vereadores. A autoria do documento que propõe a investigação é do Vereador Vaguinho do Republicanos e votaram a favor, assinando o requerimento da CPI, os Vereadores, Alexandra Codeço e Adeir Novaes do Republicanos, Guilherme Aarão do PRTB, Sílvio Oliveira (blau,blau) do PTB, Edilan do celular do MDB, Jefferson Vidal do Avante, Vinícius Corrêa do PP, Rafael Peçanha do Cidadania, Rodolfo Machado do Solidariedade, Vanderlei Bento, sem partido, Oséias Rodrigues do PDT, Miguel Alencar do DEM e Letícia Jotha do PROS. Não assinaram o documento os Vereadores Aquiles Barreto do PT e Ricardo Martins do Solidariedade. O presidente da casa, Luis Geraldo do Republicanos, só assinaria em caso específico, como o desempate. 
Procurado, o vereador Aquiles Barreto e a sua assessoria não nos responderam. 
Segundo especialistas, a medida não é ilegal, porém apontam para uma possível intenção política eleitoreira no processo das eleições, que serão devidamente investigadas pela CPI. O Prefeito de Cabo Frio, Dr. Adriano do DEM também está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, como noticiamos com Exclusividade aqui em O Dia - https://odia.ig.com.br/cabo-frio/2020/09/5992025-prefeito-de-cabo-frio-sera-investigado-pelo-mp-rj-por-suposto-uso-politico-eleitoral-nas-demissoes-e-contratacoes-de-comissionados.html#foto=1.
Vereador envia nota de resposta: 
Em nota de resposta o vereador Aquiles Barreto do PT informa que não procede a informação de que votou contra a CPI. Por regra, o documento de abertura da CPI precisa ter um terço de assinaturas dos vereadores, e esse número foi alcançado sem a necessidade da assinatura do Aquiles Barreto. Cabe ressaltar, que embora não tenha sido necessária a assinatura dele, o vereador é favorável à instalação da CPI. 

Comentários