Alegria no Ar
Coluna
Alegria no Ar
Com Fernando Mansur

Buquê de frases

A vida que nos traz é a mesma que nos leva e traz de volta. Fazer o que a gente sabe, do jeito que a gente pode é fundamental

Por O Dia

Um buquê de flores e frases, semeadas por jardineiros anônimos, enlaçadas pela brisa suave do silêncio e da meditação.
“Cada átomo está grávido do Todo.
Toda ação já traz em si seu retorno.
A vida que nos traz é a mesma que nos leva e traz de volta.
Fazer o que a gente sabe, do jeito que a gente pode.
Quando somos o que somos, damos direito ao outro de ser o que é.
O erro é o caminho para a correção.
Quem não se reconhece, se enfraquece.
Quem ama, não teme.
O maior motor do mundo é o perdão e o autoperdão.
Às vezes é preciso que alguém de fora nos mostre o que temos dentro.
Ouçamos A Voz do Silêncio, um pouquinho, todo dia:
A inação num ato de misericórdia é um pecado.
Ensina a evitar todas as causas prejudiciais; mas a agitação dos efeitos, como à grande onda da maré, deixarás seguir o seu curso. Os sábios não ousam deter o fluxo da Lei da Harmonia.
O caminhante que quer refrescar os seus cansados membros em águas correntes, mas não mergulha por medo da correnteza, arrisca-se a sucumbir de calor.
Vive em vão o homem que não realiza na vida a obra para a qual nasceu.
O autoconhecimento é filho de ações amorosas.”
Para que nascemos? Aprendamos! Vamos!

Comentários