Coisas do Rio
Coluna
Coisas do Rio
Thiago Gomide - thigomide@gmail.com

Arcos da Lapa

Símbolo de corrupção?

Por Thiago Gomide

Rio, 15/05/2019 - Moradores de rua que foram ressocializados por assistentes sociais, na foto arcos da Lapa, - Foto: Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 15/05/2019 - Moradores de rua que foram ressocializados por assistentes sociais, na foto arcos da Lapa, - Foto: Gilvan de Souza / Agencia O Dia -
Os Arcos da Lapa foram pensados para servirem de aqueduto do Rio de Janeiro.
Acontece que a construção do hoje cartão postal demorou mais de um século.
Nesses cem anos de mãos à obra foi possível constatar oito tradições brasileiras:
1. Fizeram várias obras mambembes antes da construção final. No melhor tipo puxadinho.
2. Tiveram reconstruções das obras inacabadas. No melhor tipo puxadinho do puxadinho.
3. Tiveram licitações com cartas marcadas
4. Acusações a políticos de receberem propinas de empreiteiros
5. Empreiteiros que meteram o pé depois de embolsarem a grana
6. Político inaugurando a obra antes do fim
7. Donos de terras, vizinhos ao aqueduto, desviando a água para suas plantações
8. Por fim: ninguém punido.
Quem colocou um ponto final foi o Governador Gomes Freire, hoje nome de Avenida no centro.
Em 1744, ele avançou com as obras. Dava-se a feição dos 42 arcos em estilo romano.
Inauguração só em 1750.
Em 1896, as funções originais deram espaço para os portugueses e charmosos bondinhos, que utilizaram o topo como via férrea.
 
 
Bibliografia: Corrupção, mostra A Sua Cara - Marcos Morel - Editora Casa da Palavra 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários