Desbravando
Coluna
Desbravando
Karilayn Areias

Veja oito dicas para viajar gastando pouco

Apesar da recessão, no ano passado, cresceu o número de brasileiros que viajaram, como aponta o Anuário Braztoa 2019, da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo

Por O Dia

Dicas para viajar mais
Dicas para viajar mais -
Rio - Viajar tem deixado de ser um artigo de luxo para se tornar mais popular. E os dados comprovam: apesar da recessão, no ano passado cresceu o número de brasileiros que viajaram, como aponta o Anuário Braztoa 2019, da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo. O levantamento revelou que o número de embarques de passageiros em 2018 atingiu a marca de 6,5 milhões, uma alta de 17% em relação a 2017 – 5,5 milhões.
Levando em consideração, que mesmo com a economia patinando, o brasileiro não quer deixar de viajar, abaixo segue algumas dicas para quem não abre mão dos dias de descanso em outro destino e pagando o menos possível. Confira: 
1- Opte por destinos mais baratos
Se você não deseja conhecer um destino específico, considere pesquisar por locais onde seu dinheiro valha mais. Se você não faz ideia de quais são as possibilidades, pesquisar no Google por "destinos mais baratos para viajar" ou "destinos para viajar gastando pouco" resolvem a questão.  
2- Aproveite a baixa temporada
A baixa temporada é uma ótima oportunidade para conhecer destinos turísticos sem precisar gastar muito. No geral, a baixa temporada varia de acordo com o destino. Aqui no Brasil, os meses de dezembro, janeiro, fevereiro e julho são considerados alta temporada, enquanto todos os outros são considerados baixa temporada. 
Ah, mais atenção! Ao pesquisar por destinos em baixa temporada sempre leve em consideração as condições climáticas do local no período pretendido. Muitas vezes, baixa temporada pode ser sinônimo de furada, se esse fator não for considerado. 
3- Pesquise, pesquise, pesquise e planeje!
É meio óbvio, mas pesquisar um destino e planejar a viagem é fundamental para economizar. Só assim, você escapará daquele restaurante que cobra demais e nem é tão bom ou de possíveis golpes.  
4 - Considere hospedagens alternativas
Uma ótima forma de economizar nas hospedagens é considerar opções mais alternativas como Airbnb e CouchSurfing. Para viajantes solos — e por que não em casal? — há também os hostels, que tem uma diária muito mais em conta que hotéis e resorts. 

5 - Viaje leve
Viajar com pouca bagagem se tornou sinônimo de economia, já que desde o ano passado, diversas cias aéreas começaram a cobrar pelo despacho de malas. Além disso, é uma ótima forma de trabalhar o desapego, não é mesmo?

6- Atrações gratuitas
Muitas cidades do mundo oferecem um dia de atração gratuita. Centros culturais, museus, galerias, walking tours (passeios a pé)... O que não falta são opções! Até já fiz um texto nessa mesma coluna com dez museus para conhecer de graça caso você esteja no Rio de Janeiro. 
Já se você pretende visitar muitas atrações cogite utilizar o City Pass (passes que incluem todas ou as principais atrações do destino). Ao adquiri-lo, você pagará muito mais barato do que se você comprar tudo separado. 
7- Converse com locais 
Moradores sempre sabem onde é possível comprar ou comer em lugares bons, porém mais em conta. Por isso, nunca descarte pedir opinião para um local. 
8- Menu do dia nos restaurantes
Comer fora sempre pesa no orçamento e viajando não seria diferente. Uma boa forma de driblar o alto custo desse quesito é aproveitar o menu do dia nos restaurantes. Muitos costumam ter excelentes preços e ainda incluem entrada, prato principal e sobremesa. 

Comentários