Desbravando
Coluna
Desbravando
Karilayn Areias

Parque Nacional da Tijuca reabre para visitação nesta quinta

De acordo com a administração do parque, reabertura será gradual, com foco em atividades físicas ao ar livre, sem aglomerações e com mensagem para o visitante se movimentar

Por O Dia

 Parque Nacional da Tijuca com acesso à Vista Chinesa fechado
Parque Nacional da Tijuca com acesso à Vista Chinesa fechado -
O Parque Nacional da Tijuca reabre para visitação nesta quinta-feira (9), após ter sido fechado em 17 de março como medida preventiva de combate ao contágio do novo coronavírus. De acordo com a administração do local, reabertura será gradual, com foco em atividades físicas ao ar livre, sem aglomerações e com mensagem para o visitante se movimentar.

A reabertura é baseada nos decretos do município e do estado, ambos publicados no início de junho de 2020, e segue fases que visam respeitar a evolução positiva de indicadores de saúde.
Neste momento, seguem fechados locais como todos os mirantes, com destaque para o do Corcovado, onde fica o Cristo Redentor, o mirante Dona Marta e o da Vista Chinesa; as cachoeiras, duchas, rios, lagos e lagoas; as praças e as áreas compartilhadas, como o espaço de piquenique/churrasco no recanto dos pintores etc. O acesso e a prática de voo livre na Pedra Bonita estarão autorizados, desde que sigam as recomendações para a entrada na unidade e a determinação do Plano de Retomada da prefeitura do Rio.

Já a área do Parque Lage, que fica dentro do Parque Nacional da Tijuca, também reabre, porém com manutenção do fechamento de locais que permitem a concentração de pessoas. O casarão do Parque Lage, onde funciona a Escola de Artes Visuais (EAV), não reabre para as atividades de ensino, pois elas acompanham o calendário escolar municipal. Já os cafés, bares, restaurantes e lojas funcionam normalmente, conforme autoriza o sistema de etapas do município do Rio.

Os visitantes devem cumprir as regras estabelecidas pela prefeitura ao entrar no Parque. É imprescindível o uso obrigatório e correto de máscara de proteção facial e não se aglomerar em grupos com mais de 10 pessoas, mantendo distanciamento social entre si de dois metros.
Além disso, não será permitida, agora, a entrada de veículos motorizados (motos, carros, caminhões, vans etc), que utilizam a unidade de conservação como rota de trânsito, espaço de lazer e/ou turismo. As vias públicas estarão abertas, mas para a circulação de pessoas a pé ou de bicicleta. A proibição do acesso de veículos será cumprida a partir das guaritas do Parque, salvo nas exceções detalhadas abaixo.

Ainda de acordo com a administração do parque, o impedimento de circulação de veículos é uma das medidas que visam a prevenção da formação de aglomerações, reduzindo o acesso de grupos grandes de visitantes, e a manutenção da proteção da fauna silvestre. "Nos últimos meses, os animais estão circulando mais à vontade e, por consequência, com maior risco de serem atropelados nesta retomada. A medida visa facilitar a adaptação dos hábitos da fauna no reencontro com as atividades humanas. Além disso, esse cuidado é necessário para proteger algumas espécies que estavam extintas do Parque e, nos últimos anos, voltaram para o seu habitat natural graças a projetos de reintrodução", dia a nota enviada à imprensa.

As atividades de visitação a pontos turísticos que promovam aglomerações não são contempladas na fase 3, que é a etapa vigente determinada pelo Plano de Retomada da prefeitura. Por isso, ainda não está autorizado, pelo município, o retorno da visitação ao Cristo Redentor – o que afeta o funcionamento das concessionárias Trem do Corcovado e Paineiras-Corcovado, ambas responsáveis pelo transporte de passageiros até o alto do Corcovado, onde fica a estátua do Cristo.

De acordo com o Plano de Retomada do município, atividades de visitação a pontos turísticos estarão autorizadas somente a partir da fase 4, com liberação gradual e fracionada da capacidade de atendimento.

Comentários