Luciana Gimenez/Antônia Fontenelle
Luciana Gimenez/Antônia Fontenellefotos Reprodução internet
Por O Dia
O juiz Valentino Aparecido de Andrade, da 1ª Vara Civil de São Paulo, acolheu um pedido dos advogados de Luciana Gimenez para a imediata aplicação de uma multa no valor R$ 20 mil contra Antônia Fontenelle por descumprimento de uma ordem judicial. O magistrado decidiu, ainda, aplicar uma outra multa, de 20% sobre o valor da causa, por considerar que Antônia pratica ato atentatório à dignidade da Justiça.
Na decisão, o magistrado afirma que: 'O conteúdo do vídeo comprova que a ré tinha pleno conhecimento da decisão e da eficácia da tutela provisória de urgência, tanto assim que em vários momentos veiculados nesse vídeo a ré refere-se a este processo judicial e à medida liminar nele concedida'. Agora, Antônia tem dez dias para recolher a multa de 20% sobre o valor da causa, no total de R$ 2 mil. Já a multa de R$ 20 mil, aplicada pelo descumprimento da tutela provisória de urgência, deverá ser cobrada pela própria Luciana Gimenez, caso Fontenelle não pague espontaneamente.
Publicidade
A briga judicial entre as duas começou após uma live entre Antônia Fontenelle e Jorge Kajuru, na qual a apresentadora Luciana Gimenez foi citada pelo senador e foi chamada, entre outras coisas, de mulher desqualificada. Após as ofensas públicas, Gimenez processou Kajuru e Fontenelle por danos morais e, na semana passada, ela ganhou na Justiça o direito a não ter mais seu nome citado por Fontenelle, sob pena de ter que arcar com uma multa de R$ 20 mil a cada descumprimento. No entanto, a Justiça entende Antônia descumpriu a decisão de não poder tocar mais no nome de Luciana quando fez uma live com uma fita na boca em protesto contra a sentença.