Todos os Santos

Por Padre Omar

Rio - A Igreja celebra a solenidade de Todos os Santos, e essa é a nossa festa: não porque somos bons, mas porque a santidade de Deus tocou a nossa vida. Os santos não são pequenos modelos perfeitos, mas pessoas atravessadas por Deus.

O Papa Francisco compara os santos com os vitrais das igrejas, que fazem entrar a luz em várias tonalidades. Os santos são nossos irmãos e irmãs que receberam a luz de Deus no seu coração e a transmitiram ao mundo. Mas todos foram transparentes, lutaram para tirar as manchas e as obscuridades do pecado, de modo a fazer passar a luz gentil de Deus.

No Evangelho de hoje Jesus se dirige aos seus dizendo "Bem-aventurados". Quem está com Jesus é bem-aventurado, feliz. A felicidade consiste em estar com o Senhor e viver por amor. São bem-aventurados os simples, humildes que deixam espaço a Deus, que sabem chorar pelo próximo e pelos próprios erros, permanecem mansos, lutam pela justiça, são misericordiosos para com todos, preservam a pureza do coração, trabalham pela paz e vivem na alegria, não odeiam e até quando sofrem respondem ao mal com o bem. Eis as bem-aventuranças, não exigem gestos sensacionais, não são para super-homens, mas para quem vive as provações e as dificuldades. Hoje é uma festa de família, de muitas pessoas simples. Viva todos os Santos e Santas de Deus!

Comentários