A lei do amor

Jesus ensina a amar a Deus com todo o coração e ama ao próximo como a ti mesmo

Por O Dia

O Evangelho deste domingo faz parte do Sermão da Montanha, a primeira grande pregação de Jesus. Começa pelo quinto mandamento: "Não matarás" e nos ajuda a refletir sobre as várias formas de cometer esse pecado. Jesus nos recorda que também as palavras podem matar!

Quando se diz que uma pessoa tem língua de cobra é porque as suas palavras matam. Devemos ficar atentos e saber que não se deve atentar contra a vida do próximo, nem sequer fazer cair sobre ele o veneno da ira e da calúnia.

Também os fofoqueiros podem matar, porque matam a reputação. É feio falar mal, criar intrigas, julgar. No início pode parecer agradável, mas enche o coração de amargura. Façamos o propósito de não falar mal dos outros, não fazer fofocas. Da boca devem sair palavras bonitas, que acrescentam e fazem bem. Quando não tivermos coisas boas para falar, fiquemos quietos!

Jesus propõe a perfeição do amor, cuja única medida é não ter medida. O amor ao próximo é atitude tão fundamental que Jesus afirma que nossa relação com Deus não pode ser sincera se não quisermos fazer as pazes com o próximo. Somos chamados a nos reconciliar com nossos irmãos antes de manifestar a devoção ao Senhor na oração.

À luz deste ensinamento devemos nos preocupar mais com as nossas relações, com a qualidade das conversas, e seguir ao maior mandamento que nos une: ama a Deus com todo o coração e ama ao próximo como a ti mesmo.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários