FRATERNIDADE E ESPERANÇA

Por

Vivemos tempos difíceis, estamos ameaçados pelo coronavírus e não sabemos quanto tempo vai durar a pandemia. Toda a humanidade está sofrendo e só podemos sair dessa situação juntos. É hora de pensar no coletivo, de cuidarmos dos idosos, que são quem mais sofrem os efeitos da doença. Devemos olhar para o outro com espírito de solidariedade.

A Quaresma, com a oração e o jejum, nos treina a olhar com solidariedade para os outros, especialmente para aqueles que sofrem vítimas da doença. Esse momento difícil de isolamento e apreensão nos faz viver ainda mais com penitência, compaixão e esperança.

Devemos ainda exercitar a humildade, porque muitas vezes esquecemos que na vida existem os momentos escuros. Pensamos que eles só acontecem com os outros, mas desta vez está preocupando a todos, ninguém está excluído. Ninguém pode se dar ao luxo de estar tranquilo, pois todos partilham estes dias difíceis.

O que está acontecendo nos ajuda a lembrar de uma vez por todas que a humanidade é uma única comunidade. E como é importante a fraternidade universal, pois nós só podemos sair desta situação juntos.

Neste momento em que estamos isolados, somos convidados a redescobrir e aprofundar o valor da comunhão, que une todos os membros da Igreja. Unidos a Cristo, nunca estaremos sozinhos. Que o Senhor nos abençoe e Nossa Senhora nos ampare.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários