Portões abertos

O Cristo Redentor, de braços abertos para o mundo, voltou a receber visitantes

Por Padre Omar

O Cristo Redentor, de braços abertos para o mundo, voltou a receber visitantes! Pela primeira vez na história dos seus quase 90 anos, o monumento teve que fechar para visitação, para garantir a segurança em meio à pandemia, mas vale destacar que o trabalho do Santuário não parou, nem por um minuto.

Lá na sua origem, em 1931 quando foi construído, o monumento contou com grande participação dos fiéis e empenho da população do Rio de Janeiro para a sua edificação. Nos últimos meses, os cariocas revelaram o mesmo espírito solidário, para abraçar a campanha social.

Muitos que estão em dificuldade diante do atual cenário, estão recebendo ajuda pelas mãos do Cristo. Alimentos e materiais de higiene pessoal, proteção e limpeza são diariamente entregues a famílias em situação de risco e instituições.

Já foram doados mais de duzentas toneladas de alimento em todo o Estado do Rio de Janeiro. Para ajudar é só acessar o site cristo.euquerodoar.com.br.

O Santuário do Cristo Redentor é o primeiro a céu aberto do mundo, e adotou um protocolo contra o coronavírus, seguindo as normas internacionais da vigilância sanitária. Símbolo nacional dos sentimentos cristãos do país, é um espaço originalmente sagrado, que recebe pessoas de todo o mundo.

A elas, o Cristo acolhe, de braços abertos, para que sua presença real, em corpo e sangue, alma e divindade, toque seus corações.

Comentários