Setor busca a aproximação com o consumidor

Solange Beatriz Palheiro Mendes, diretora de Relações de Consumo e Comunicação da Confederação das Seguradoras (CNseg) fala sobre ações para aproximar o segmento dos seus clientes

Por Herculano Barreto Filho

 Solange Beatriz Palheiro Mendes é diretora de Relações de Consumo e Comunicação da Confederação das Seguradoras (CNseg)
Solange Beatriz Palheiro Mendes é diretora de Relações de Consumo e Comunicação da Confederação das Seguradoras (CNseg) -

Rio - Em meio ao Dia do Consumidor, celebrado na sexta-feira, a relação com o cliente entra na pauta do setor de seguros. No dia 28 deste mês, Luciano Benetti Timm, secretário Nacional de Defesa do Consumidor, dará palestra sobre a relação entre os consumidores e os ouvidores no auditório da Confederação das Seguradoras (CNseg).

Esse tipo de iniciativa, aliás, faz parte da cultura do segmento desde 1990, quando foi sancionada a Lei 8.078, do Código de Defesa do Consumidor. "O setor segurador foi o primeiro a manifestar apoio a essa lei. Com um produto de massa, é preciso que existam leis de proteção, que reforcem a confiança. E, mais do que nunca, é preciso atender às expectativas dos consumidores", observa Solange Beatriz Palheiros Mendes, diretora de Relações de Consumo e Comunicação da CNseg.

Solange deixou a presidência da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) no fim de 2018. E, em fevereiro, assumiu o novo cargo com uma filosofia definida: a aproximação com os clientes. "O diálogo é uma busca constante do setor. E, em especial, da confederação, que representa as seguradoras".

CANAL DIRETO COM O PROCON

Entre elas, a entidade possui um canal direto com o Procon, órgão ligado ao Poder Executivo destinado à defesa dos direitos dos consumidores. A ideia é identificar as demandas dos clientes para buscar soluções nas seguradoras. "A gente precisa passar uma mensagem que seja compreensível e numa linguagem acessível", argumenta a diretora.

Uma outra iniciativa desenvolvida pela entidade é o Programa de Educação em Seguros, com 21 ações voltadas aos consumidores, poderes executivo, legislativo e judiciário, imprensa e entidades de defesa do consumidor. O objetivo é informar a sociedade sobre os seguros. "O setor merece ter abordagem individualizada", explica Solange.

Comentários