Rio economizará R$ 73 bilhões ao longo da recuperação fiscal, diz secretário de Fazenda

Luiz Claudio Carvalho deu a declaração durante seminário em Brasília

Por O Dia

Seminário ocorreu em Brasília e debateu possibilidade de mudanças no Regime de Recuperação Fiscal
Seminário ocorreu em Brasília e debateu possibilidade de mudanças no Regime de Recuperação Fiscal -
Durante seminário que ocorreu em Brasília para discutir o Regime de Recuperação Fiscal dos estados, o secretário de Fazenda do Rio, Luiz Claudio Carvalho, informou que o governo fluminense deverá economizar R$ 73 bilhões ao longo do regime.
"O pagamento da dívida com a União fica suspenso por um período determinado, mas temos regras a cumprir e não podemos deixar de realizar investimentos", afirmou ele, lembrando também o ajuste nas finanças com corte de despesas e incremento de receita (com ações de combate à sonegação). 
Secretário estadual de Fazenda, Luiz Claudio Carvalho - Armando Paiva / Agência O Dia


Ainda de acordo com o secretário, as medidas de austeridade fiscal adotadas pelo governo estadual têm surtido efeito e garantiram o pagamento integral do 13º salário — que caiu na conta dos servidores no último sábado.
O seminário 'Regime de Recuperação Fiscal dos Estados: aprendizados e desafios' contou com a presença de secretários de Fazenda dos estados, como o de Minas Gerais, Gustavo Barbosa.
Na primeira parte do evento, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou que mudanças devem ocorrer no regime por meio do Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF). As alterações, que devem englobar todos os pontos do programa, estão em discussão no Congresso Nacional.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Seminário ocorreu em Brasília e debateu possibilidade de mudanças no Regime de Recuperação Fiscal Albino Oliveira/ Ascom Ministério da Economia
No comando da Fazenda fluminense, Luiz Claudio Carvalho assegura depósitos em dia em 2020 Armando Paiva/arquivo O Dia

Comentários