Mais de 12 mil servidores ficarão sem o salário de dezembro

Funcionários ativos, aposentados e pensionistas deixaram de fazer o recenseamento do Estado do Rio entre novembro de 2018 e outubro de 2019

Por PALOMA SAVEDRA

Governo estadual fez recenseamento para controlar a folha de pagamentos
Governo estadual fez recenseamento para controlar a folha de pagamentos -
Mais de 12 mil servidores públicos ativos, aposentados e pensionistas do Estado do Rio vão ficar sem o salário de dezembro — a ser pago pelo governo em 6 de janeiro do próximo ano. São 12.677 pessoas que ficarão de fora da folha por não terem participado do recenseamento que foi exigido entre novembro de 2018 e outubro de 2019. 
É importante lembrar que se trata de uma suspensão temporária dos vencimentos. Ou seja, caso esses vínculos ainda procurem uma agência do Banco Bradesco até o último dia bancário deste ano para atualizarem seus cadastros, o pagamento será efetuado, assim como todos os vencimentos que ficaram retidos. Mas o crédito não será feito de imediato, e sim somente quando a próxima folha (no caso, a de janeiro de 2020) for rodada. 
O censo foi uma das medidas previstas no Plano de Recuperação Fiscal do Rio e, na prática, funcionou como uma auditoria da folha de pagamentos do Poder Executivo. Com o recenseamento, o governo busca identificar casos de irregularidades e combater fraudes.

E atenção: quem não fez a atualização cadastral em qualquer agência do Bradesco no país terá até o último dia bancário deste ano (30 de dezembro) para acertar a situação.

Após esse período, cada caso será verificado individualmente e o governo fluminense vai decidir como atuará em relação aos não recadastrados — se haverá exclusão do vínculo.
Documentação
Para fazer o censo, ainda que fora do respectivo prazo, é preciso ir à qualquer agência do Bradesco no país com a documentação exigida (Identidade, CPF, comprovante de residência e outros). Todos os valores que ficaram retidos serão pagos na próxima folha a ser rodada (no caso, a referente ao salário de fevereiro de 2020).
Casos individualizados
Com o recenseamento o governo busca identificar casos de irregularidades e combater fraudes. E atenção: quem não fez a atualização cadastral em alguma agência do Bradesco terá até o último dia bancário deste ano (30 de dezembro) para acertar a situação. Após esse período, cada caso será verificado individualmente.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários