Cedae ganha assistente virtual para resolver problemas dos clientes

Nina, como ela é chamada, realizará serviços de apoio ao cliente, como os vazamentos de água

Por Waleska Borges

ATENDIMENTO VIRTUAL
ATENDIMENTO VIRTUAL -

Está com problema de vazamento de água? Ou o seu sufoco é com esgoto? Pergunte para a Nina. A morena é a assistente virtual da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), que começará amanhã o atendimento no site da companhia. A expectativa é de que a nova mascote passe a realizar todos os serviços de apoio ao cliente. A previsão da empresa é de que Nina também atenderá, ainda este mês, pelo canal de bate-papo do Facebook, o Messenger.

De acordo com o diretor de Projetos Estratégicos e Sustentabilidade da Cedae, José Pinheiro, Nina começou a ser desenvolvida em julho deste ano. A assitente foi concebida como uma profissional educada, segura, atenciosa e sempre disposta a ajudar. Ela é um avatar com 35 anos de idade, pele morena, olhos castanhos e cabelos ondulados. A escolha do nome ocorreu por meio de votação junto aos empregados da companhia. Nina ficou em primeiro lugar, com mais de 30% dos votos.

O trabalho da mascote será monitorado por profissionais que vão analisar o progresso de aprendizagem, realizando ajustes. "A previsão de amadurecimento do serviço é de cerca de um ano. Neste primeiro momento, Nina atenderá solicitações de vazamentos de água e de esgoto", informou Pinheiro.

Ela também ajudará no encaminhamento de demandas, como consultas a contas pagas, emissão de nada consta, a segunda via da conta, localização das agências, religamento de fornecimento de água e reporte de falta d'água.

"A Nina vai dar mais flexibilidade ao atendimento, permitindo o envio de demandas de qualquer lugar e em qualquer horário, além de adequar a companhia ao uso cada vez maior da internet e redes sociais. É primordial acompanhar a evolução do relacionamento entre empresas e consumidores", explicou o presidente da Cedae, Hélio Cabral.

 

Qualquer um poderá pedir reparos na rua

Se alguém que não é cliente da Cedae e quiser informar, por exemplo, um vazamento de água à Nina, não há restrições de atendimento. Qualquer pessoa poderá solicitar o reparo de vazamentos. O prazo de atendimento, para essas demandas, será de 72 horas.

Segundo o diretor de Projetos Estratégicos e Sustentabilidade da Cedae, José Pinheiro, as informações reunidas pelo sistema serão utilizadas na elaboração de relatórios: "O dados serão compilados e servirão como subsídio de inteligência para melhorar cada vez mais o atendimento à população".

Ainda de acordo com o diretor, a inteligência artificial não vai substituir os atuais canais de atendimento da companhia. "A Nina funcionará como mais uma alternativa para a população", disse Pinheiro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários