Animal símbolo do Rio corre risco

População de botos-cinza na Baía de Guanabara vem diminuindo

Por O Dia

Boto cinza
Boto cinza -

Os botos-cinza fazem do litoral fluminense seu habitat natural, e sua importância foi reconhecida na bandeira da cidade do Rio de Janeiro. Entretanto, o Alerta de Mamíferos Aquáticos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) alertou que a espécie está ameaçada de extinção, e as perdas na Baía de Guanabara foram muito significativas.

Segundo Rafael Carvalho, pesquisador do projeto Maqua, da UERJ, a população de botos-cinza caiu de cerca de 400 na década de 1980 para menos de 30 em 2019. Os números e a identificação dos indivíduos é realizada por meio da fotoidentificação, técnica de fotografia que permite a catalogação dos animais pela barbatana, ao observar machucados no dorso.

Para o pesquisador, quatro fatores explicam a redução da espécie. "A população diminuiu muito devido a aspectos biológicos, como a reprodução lenta, com um ano de gestação, além da exposição à ação humana, como a poluição química e sonora, a falta de migrações de outros botos-cinza para a Baía e a morte de alguns filhotes", apontou Carvalho. 

 

Projeto Maqua traz esperança para espécie

A queda do número de botos-cinza no Rio, mas o quadro ainda pode ser revertido. Segundo Carvalho, o primeiro passo é lembrar que a Baía de Guanabara é viva. "Eu ainda acredito no restabelecimento de uma população viável de botos. Preservar a baía como um todo também é preservar os botos, entender como esses animais utilizam esse ambiente", reforçou. Mas não é só de esperança que funciona o projeto Maqua.

Desde 1990, o laboratório da UERJ faz acompanhamento dos animais para mapear suas necessidades e sua relação com o meio ambiente para garantir o bem-estar da população de botos. Depois do resultado das pesquisas científicas, o projeto passa as informações para a sociedade também ter ciência dos cuidados com a espécie, no formato de educação ambiental.

A parceria com o Projeto Botinho, do Corpo de Bombeiros, ajuda na educação sobre os botos-cinza para crianças e explica a importância da sua preservação. Além disso, os pesquisadores realizam palestras para mostrar que a fauna marinha vive ao nosso lado, e ainda apresentam os botos-cinza para quem ainda não os conhecia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários