Dulce Maria anuncia data do lançamento de música com Marília MendonçaReprodução

Rio – 2021 foi um ano de muitas novidades na música brasileira! Os lançamentos agradaram desde quem curte forró e sertanejo, até quem escuta MPB, pop e funk. Em meio aos vários lançamentos, é claro que algumas canções e artistas se destacaram mais, tanto nas plataformas de música quanto nas redes sociais. Confira:
Marília Mendonça: Acostumada a alcançar as paradas de sucesso, a Rainha do Sofrência morreu em um acidente aéreo que comoveu o país em novembro deste ano. Após sua partida precoce, a artista dominou o TOP 200 do Spotify Brasil com 74 faixas. “Esqueça-me Se For Capaz” e “Todo Mundo Menos Você”, do projeto “Patroas”, em parceria com as amigas Maiara e Maraisa, além de "Troca de Calçada" ficaram entre as mais ouvidas do mundo. Antes da tragédia, a cantora deixou parcerias gravadas com a dupla Dom Vittor e Gustavo e a mexicana Dulce Maria.
Israel e Rodolffo: Impulsionada pela participação de Rodolffo no "Big Brother Brasil 21", a canção “Batom de Cereja” alcançou o posto de música mais ouvida do Brasil no ranking de plataformas de streaming e de rádios pelo país. A música foi eleita “Hit do Ano” pelo Prêmio Multishow. Já Israel e Rodolffo foram considerados como a “Dupla do Ano”.
Anitta: Apesar de estar focada na carreira internacional, Anitta segue fazendo sucesso no Brasil também. Neste ano, a Poderosa de Honório Gurgel, que tem mais de 17 milhões de ouvintes mensais no Spotify, lançou a esperada “Girl From Rio”, o hit “Envolver” e sucessos em parceria com Rennan da Penha e Pedro Sampaio. Seus clipes com coreografias sensuais também deram o que falar.
Marina Sena: A cantora mineira lançou seu primeiro disco solo, “De Primeira”, e emplacou um grande sucesso. Viral no TikTok e no Instagram, a faixa “Por Supuesto” tem quase 40 milhões de audições somente no Spotify. Já Marina colhe os frutos do sucesso com agenda cheia e três conquistas no Prêmio Multishow, incluindo a de “Artista Revelação”.
Ludmilla: Quem também está por cima é a cantora Ludmilla. Além de hits no funk, como “Rainha da Favela”, a cantora decidiu investir no pagode com o projeto “Numanice” e colheu ótimos frutos. Fora dos palcos, ainda fez bonito ao criticar a pouca presença de uma “cantora negra, bissexual, funkeira e periférica” em premiações.
Gloria Groove: Vencedora do "Show dos Famosos 2021", a drag queen se tornou um dos principais nomes da música pop brasileira. Os videoclipes das músicas “A Queda” e “Leilão”, por exemplo, alcançaram milhões de visualizações em pouco tempo de lançamento e ficaram entre os mais vistos do YouTube. Em 2022, a intérprete de “Bonekinha” vai lançar o esperado álbum “Lady Leste”.
Luísa Sonza: Outro nome que movimentou a música pop brasileira foi Luísa Sonza, que lançou o álbum “Doce 22”, trazendo parcerias com Pabllo Vittar, Anitta, Jão e Lulu Santos. A cantora superou as críticas em torno de sua vida pessoal e conquistou a maior estreia nacional de um álbum no Spotify Brasil.
Piseiro: O gênero surpreendeu e conquistou os brasileiros de norte a sul do país em 2021. Entre os responsáveis pela explosão dessa vertente do forró  estão os rapazes do grupo Barões da Pisadinha, que chegaram aos Estados Unidos com primeira turnê internacional. Outros nomes do piseiro também se destacaram, como João Gomes, Zé Vaqueiro e Mari Fernandez.
Virais no TikTok: A plataforma de dancinhas rápidas se transformou em uma das principais ferramentais de divulgação musical e impulsionou diversos hits, como "Toma Toma Vapo Vapo", de Zé Felipe e MC Danny, "Galopa", de Pedro Sampaio, "Tipo Gin (Ela Tá Movimentando)", de Kevin O Chris, e "Bipolar (Vai se tratar, garota)", de MC Pedrinho, MC Davi e MC Don Juan.