PAULO BARROS VAI LEVAR A ARQUITETURA PARA A SAPUCAÍ

Carnavalesco volta à Unidos da Tijuca depois de seis anos e após uma década do primeiro título

Por Gustavo Monteiro

'O barracão em que eu trabalho as pessoas acham esquisito. Mas elas não duvidam de que vai dar certo, sabem que tem alguma coisa por trás". A frase do carnavalesco da Unidos da Tijuca, Paulo Barros, define bem a personalidade destemida do artista, que retorna à escola depois de seis anos afastado. Ele levará para a Sapucaí, na Segunda-feira de Carnaval, o tema 'Arquitetura e Urbanismo'.

A Tijuca será a quarta agremiação a desfilar, com 3,5 mil componentes, em 27 alas e cinco carros alegóricos, ao som do samba-enredo 'Onde Moram os Sonhos', composto por Dudu Nobre, Jorge Aragão, Totonho, André Diniz e Fadico. A bateria Pura Cadência, comandada pelo Mestre Casagrande, com o auxílio do filho Thompson Rodrigues, promete sacudir a Avenida com paradinhas do funk. 

O primeiro setor abordará "a antiguidade e as primeiras civilizações, que construíram edifícios monumentais para cultuar suas divindades, abrigar seus sarcófagos, proteger suas cidades, divertir seus povos". O carnavalesco revela que levará para a Sapucaí referências ao Partenon, Coliseu, Pirâmides do Egito, etc.

No segundo setor, Paulo Barros quer contar a história da introdução da arquitetura portuguesa no Brasil, com a chegada dos colonizadores. "O português trouxe essa herança do barroco", destaca.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários