Confira os principais lançamentos de livros de setembro

Por TÁBATA UCHÔA

Raphael Montes e Illana Casoy estão por trás do pseudônimo Andrea Killmore
Raphael Montes e Illana Casoy estão por trás do pseudônimo Andrea Killmore -
Rio - O mês de setembro está cheio de lançamentos literários interessantes que vão agradar os mais variados tipos de leitores. Para quem gosta de romance, a autora best-seller Cecilia Ahern chega às livrarias com a sequência de "P.S. Eu Te Amo", "PS. Eu Te Amo 2". Há também o romance de estreia da autora sul-coreana Mary H. K. Choi, "Contato de Emergência", que retrata a vivência de jovens no mundo virtual.

Para quem gosta de um bom thriller, a editora Darkside relança - com nova capa - o livro "Bom Dia, Verônica", de Andrea Killmore. Vale lembrar que durante a Bienal do Livro deste ano o grande segredo sobre a identidade de Andrea Killmore foi revelado. Este é, na verdade, um pseudônimo dos autores Raphael Montes e Illana Casoy. Esta colunista confessa que ficou chocada com a revelação!

Outra obra que merece destaque nos lançamentos do mês é "Pátria", do espanhol Fernando Aramburu. O livro usa a história de duas famílias para mostrar como o grupo separatista ETA impactou a vida das pessoas. Mais que um livro sobre terrorismo, "Pátria" é um livro sobre pessoas.

Confira os principais lançamentos de setembro:

"Bom Dia, Verônica", de Andrea Killmore. Ed. Darkside - Em "Bom dia, Verônica", acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado.
'Bom Dia, Verônica' ganhou nova capa - Divulgação


"Pátria", de Fernando Aramburu. Ed. Intrínseca - Fenômeno editorial espanhol, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos em sua língua original, narra a história de duas famílias separadas pela violência do grupo terrorista ETA. Bittori e Miren eram muito amigas, pensaram até em entrar juntas para o convento. Os anos se passaram, as duas casaram, vieram os filhos, mas a amizade só se intensificou. Foi preciso uma força descomunal para colocar uma contra a outra: o terrorismo praticado pelo ETA. Numa narrativa ágil, Fernando Aramburu explora as marcas do luto dos familiares das vítimas e do sofrimento dos militantes manipulados, perseguidos e presos. Numa história sem mocinhos nem vilões, o autor revela o quão difícil é superar um trauma tão arraigado, como às vezes esquecer é impossível, e como o perdão e a reconciliação são essenciais para curar uma comunidade dividida pelo fanatismo e pela violência política.
'Pátria', de Fernando Aramburu - Divulgação
"Exorcismo: O Ritual Romano", de El Torres e Jaime Martínez. Ed Darkside - Na graphic novel "Exorcismo: Ritual Romano", o leitor tem acesso aos recantos mais sombrios do Vaticano e testemunha um caso de possessão demoníaca que pode mudar para sempre o destino da humanidade. Quando um bispo morre de maneira cruel, as últimas esperanças estão nas mãos do padre John Brennan, um exorcista renegado que a alta cúpula da Igreja considera ser um traidor. Convocado para enfrentar o mal que se entranha por trás dos muros do lugar sagrado, Brennan terá que encarar seus próprios demônios e a diabólica irmã Maria Giorgielli — uma freira tão infernal quanto o espírito derrotado por Ed & Lorraine Warren, retratado na franquia Invocação do Mal, de James Wan.

"Contato de Emergência", de Mary H. K. Choi. Ed. Intrínseca - Com perspicácia, humor e grande sensibilidade, a estreante Mary H.K. Choi traça o retrato de uma geração cujos relacionamentos se entrelaçam à evolução tecnológica. Uma história capaz de causar nos leitores o frio na barriga que só as melhores comédias românticas podem proporcionar.

"A Corrente", de Adrian McKinty. Ed. Record - A Corrente é implacável, apavorante e totalmente anônima. As regras são simples: entregar o valor exigido, escolher outra vítima e cometer um ato abominável do qual, apenas vinte e quatro horas antes, você se julgaria incapaz. Rachel é uma mulher comum, mas, nos dias que se seguem, será levada a extremos que ultrapassam todos os limites do aceitável. Ela será obrigada a fazer escolhas morais inconcebíveis e executar ordens terríveis. Os cérebros por trás da Corrente sabem que os pais farão qualquer coisa pelos filhos. Mas o que eles não sabem é que talvez tenham se deparado com uma oponente à altura. Rachel é inteligente, determinada e... uma sobrevivente.

"PS EU Te Amo 2", de Cecilia Ahern. Ed. Novo Conceito - "P. S. Eu te amo" tocou o coração de milhares de pessoas. Agora está começando um novo capítulo na vida de Holly. A sequência de de "P. S. I Love You" está chegando. Quando Holly Kennedy é abordada por um grupo chamado PS, I Love You Club, sua existência segura é virada do avesso. Inspirado por ouvir sobre a última carta de seu marido Gerry, o clube quer que Holly os ajude com suas próprias mensagens de despedida para seus entes queridos descobrirem depois que eles partirem. Holly tem certeza de uma coisa – de jeito nenhum ela será arrastada de volta para o luto que deixou para trás. Levou sete anos para se reinventar e ela está pronta para seguir em frente com sua vida. Mas Holly percebe que quando você ama alguém, sempre há mais uma coisa a dizer...
"Columbine", de Dave Cullen. Ed. Darkside - Dave Cullen, um dos primeiros repórteres a chegar à cena do massacre de Columbine, estudou a cobertura do massacre incansavelmente e se tornou referência no assunto. Dedicou dez anos para escrever o livro "Columbine", obra que, hoje, é a definitiva sobre o caso. Lançado no Brasil pela DarkSide Books, o livro chega às livrarias na segunda quinzena de setembro e faz parte da linha Crime Scene da editora, dedicada à publicação de obras consagradas de não ficção que estudam casos notórios.
Columbine, de Dave Cullen - Divulgação
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Raphael Montes e Illana Casoy estão por trás do pseudônimo Andrea Killmore Divulgação / Leandro Pagliaro
Columbine, de Dave Cullen Divulgação
'Bom Dia, Verônica' ganhou nova capa Divulgação
Sequência de 'P.S Eu te amo' Divulgação
'Pátria', de Fernando Aramburu Divulgação

Comentários