Vinícius Dônola revela bastidores de suas reportagens mais importantes na TV

Em 'Histórias das histórias que contei', jornalista revisita algumas das narrativas mais marcantes de sua carreira

Por O Dia

Vinícius Dônola lança livro sobre suas reportagens mais marcantes
Vinícius Dônola lança livro sobre suas reportagens mais marcantes -
Rio - Há mais de 30 anos à frente das câmeras, Vinícius Dônola já fez reportagens para emissoras como Manchete, Rede Globo e Record. De dentro de uma solitária em Bangu 1 ao cume do Mont Blanc, passando pelos confins da Antártida ou pelos embrenhados da Amazônia, o jornalista já entrevistou políticos, torturadores, anônimos e profissionais das mais vastas especialidades.
Anos depois dessa montanha-russa de acontecimentos, ele decidiu embarcar num novo desafio em seu ano sabático: traduzir em palavras tudo que foi gravado e, principalmente, tudo que ficou por trás das câmeras.
Em 'Histórias das histórias que contei', ele relembra casos marcantes, como a premiada denúncia da execução de um fugitivo pela polícia, à luz do dia, em frente a um movimentado shopping do Rio de Janeiro na década de 1990. Ou quando, ao se debruçar sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, descobriu que a arma utilizada no crime era diferente da considerada inicialmente pela investigação. Dônola, que dedica a obra a todos os cinegrafistas que o acompanharam, narra sua jornada com detalhes que transportam o leitor para o momento do acontecido, fazendo de cada um de nós mais um integrante no front de notícias.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários