Central de Captação de Órgãos do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes bate novo recorde e atinge o segundo lugar nacional em números de doadores - Divulgação
Central de Captação de Órgãos do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes bate novo recorde e atinge o segundo lugar nacional em números de doadoresDivulgação
Por O Dia
Duque de Caxias - A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (HEAPN), ficou em segundo lugar em captação de órgãos no ranking nacional divulgado pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT), atrás apenas do Hospital São José, em Santa Catarina. A marca nunca havia sido alcançada pela unidade fluminense.

De janeiro a maio deste ano, o Hospital de Saracuruna, como é conhecido, foi responsável por 23 captações de órgãos, um aumento de 91% em relação ao mesmo período em 2019. Além disso, em todo o ano passado, a unidade atingiu a taxa de 72% de conversão, que é o número de doações efetivas em um total de casos de morte encefálica viáveis.
Central de Captação de Órgãos do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes bate novo recorde e atinge o segundo lugar nacional em números de doadores - Divulgação


Para o diretor do Programa Estadual de Transplantes (PET), Gabriel Teixeira, os resultados mostram a importância da atuação das equipes do PET em todo o processo de captação.

‘‘Todas as abordagens são feitas de forma diferenciada. Isso porque as CIHDOTTs das unidades são altamente preparadas para estes atendimentos. O Adão Pereira Nunes, além de dispor de um espaço confortável e sem ruídos para as reuniões com os familiares, conta com profissionais com pós-graduação e cursos em captação, doação e transplante, que oferecem técnicas de abordagem aos familiares de potenciais doadores’’, explica.