Mais Lidas

Legislativo de cara nova

Renovação na Alerj foi de 51,42%, enquanto que na bancada fluminense da Câmara dos Deputados índice chegou a 65%. Veteranos e filhos de políticos não se elegeram

Por CÁSSIO BRUNO

Como ficou a composição do Legislativo
Como ficou a composição do Legislativo -

Rio - Seja quem for, Wilson Witzel (PSC) ou Eduardo Paes (DEM), o governador eleito encontrará a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) renovada a partir de 2019. Das 70 cadeiras, 36 delas serão ocupadas por novos deputados estaduais. Ou seja: 51,42%. Outras 34 ficarão com políticos reeleitos. Ao todo, 28 partidos estarão representados na Casa.

Em sua aliança, Wilson Witzel conta apenas com o PROS, que elegeu um deputado. O próprio PSC, legenda do candidato, conquistou duas vagas. Mesmo assim, o ex-juiz federal pode ter na base de sustentação, se eleito, o PSL, do presidenciável Jair Bolsonaro, que terá a maior bancada: 13 parlamentares. A família Bolsonaro apoia Witzel informalmente.

Eduardo Paes, por sua vez, tem na coligação 11 partidos, além do próprio DEM. Destes, nove conseguiram eleger deputados: MDB, PP, PTB, SD, PSDB, PPS, DC, PHS e Avante. Juntas, as siglas somam 25 parlamentares. PV e PMN, que também apoiam Paes, não emplacaram ninguém na Alerj.

A disputa pela Presidência da Alerj será um capítulo à parte. O cargo foi ocupado durante anos por Sérgio Cabral, Jorge Picciani e Paulo Mello, todos presos por corrupção na Lava Jato. Porém, o indicado deverá ser do partido com o maior número de deputados: o PSL de Bolsonaro.

O deputado mais votado foi Rodrigo Amorim (PSL), com 140.666 votos. O futuro parlamentar foi quem destruiu, durante ato com Witzel, uma placa em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em março. Já a bancada feminina cresceu de oito para 12 deputadas, sendo cinco reeleitas, como Franciane Motta (MDB), mulher de Paulo Melo. Ao mesmo tempo, políticos veteranos ficaram de fora: Cidinha Campos (PDT), Zito (PP), Coronel Jairo (SD), Gilberto Palmares (PT) e Átila Nunes (MDB).

Fim de oligarquias 

A bancada federal do Rio tem 30 novos nomes, das 46 vagas (65% de renovação). O PSL de Jair Bolsonaro, que não tinha nenhum representante, agora conta com 12 parlamentares. O mais votado pertence ao partido: Hélio Fernando Barbosa Lopes, com 345.234 votos.

Mas chama a atenção na nova composição da bancada o fim de oligarquias. Destaque para a família do ex-governador Sérgio Cabral. O filho dele, Marco Antônio (MDB), não foi reeleito. Filho de Jorge Picciani, Leonardo Picciani (MDB) também não conseguiu a vaga na Câmara.

Cristiane Brasil (PTB), filha do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, também não se elegeu. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, viu Crivella Filho (PRB) fracassar nas urnas. Danielle Cunha (MDB), filha do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, outro preso na Lava Jato, não venceu, embora tenha tido apoio de lideranças evangélicas.

Já os filhos dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, Clarissa (PROS) e Wladimir (PRP), foram eleitos. Garotinho teve a candidatura ao governo do Rio barrada pela Justiça Eleitoral.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Mônica Benício, viúva de vereadora Marielle Franco, recoloca placa FOTOS Marcio Mercante / Agencia O Dia
Como ficou a composição do Legislativo Francisco Silva / Agência O Dia
Adauto Sebastião se aposentou há 18 anos e continua trabalhando como garçom em um bar da Lapa Marcio Mercante / Agencia O Dia
Entre 2016 e 2017 foram emitidos quatro mil novas autorizações residenciais para nascidos no Brasil, segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, da União Europeia FOTOS Divulgação
Atualmente, 85.426 brasileiros residem em Portugal Divulgação
As unidades são modernas e amplas, podendo custar mais de R$ 5,3 milhões. Elas já atraíram centenas de brasileiros, que hoje representam 45% dos clientes do empreendimento português Divulgação
Com a febre dos brasileiros, fugindo da violência e crise econômica, indo morar em Portugal (só no ano passado, 80 mil brasileiros fixaram moradia em terras lusitanas) o mercado imobiliário está tão aquecido, que grupos portugueses especialistas em compra e venda de de imóveis, estão se antecipando e vindo ao Brasil em busca de futuros clientes além mar, de poder aquisitivo maior. O pioneiro é o Belas Clube de Campo, que neste dia 8 de outubro, no Rio de Janeiro, dá continuidade ao Roadshow pelo Brasil, e que se inicia em São Paulo, no dia 3. Gilberto Jordan, No Rio, o grupo, liderado pelos brasileiros André e Gilberto Jordan, apresentará novas oportunidades de investimento em evento na Casa Julieta de Serpa, que podem variar de R$ 2 milhões a R$ 5,5 milhões. Foto - Divulgação Divulgação
Lisbon Green Valley: unidades detentoras do Prêmio Construção Sustentável e Eficiência Energética Divulgação
Os imóveis do grupo Belas Clube ficam entre o campo e a cidade, em Lisboa, capital de Portugal Divulgação
Com a febre dos brasileiros, fugindo da violência e crise econômica, indo morar em Portugal (só no ano passado, 80 mil brasileiros fixaram moradia em terras lusitanas) o mercado imobiliário está tão aquecido, que grupos portugueses especialistas em compra e venda de de imóveis, estão se antecipando e vindo ao Brasil em busca de futuros clientes além mar, de poder aquisitivo maior. O pioneiro é o Belas Clube de Campo, que neste dia 8 de outubro, no Rio de Janeiro, dá continuidade ao Roadshow pelo Brasil, e que se inicia em São Paulo, no dia 3. Gilberto Jordan, No Rio, o grupo, liderado pelos brasileiros André e Gilberto Jordan, apresentará novas oportunidades de investimento em evento na Casa Julieta de Serpa, que podem variar de R$ 2 milhões a R$ 5,5 milhões. Foto - Divulgação Divulgação
Com a febre dos brasileiros, fugindo da violência e crise econômica, indo morar em Portugal (só no ano passado, 80 mil brasileiros fixaram moradia em terras lusitanas) o mercado imobiliário está tão aquecido, que grupos portugueses especialistas em compra e venda de de imóveis, estão se antecipando e vindo ao Brasil em busca de futuros clientes além mar, de poder aquisitivo maior. O pioneiro é o Belas Clube de Campo, que neste dia 8 de outubro, no Rio de Janeiro, dá continuidade ao Roadshow pelo Brasil, e que se inicia em São Paulo, no dia 3. Gilberto Jordan, No Rio, o grupo, liderado pelos brasileiros André e Gilberto Jordan, apresentará novas oportunidades de investimento em evento na Casa Julieta de Serpa, que podem variar de R$ 2 milhões a R$ 5,5 milhões. Foto - Divulgação Divulgação
Transatlânticos são luxuosos e confortáveis. Eles podem transportar até 5,4 mil passageiros Divulgação
portugal FOTOS Divulgação/ Belas Clube de Campo e TripperTalks

Comentários