Jornalista abandona programa ao vivo após entrevista de Bolsonaro

Juremir Machado alegou censura do candidato, que exigiu conversar apenas com o apresentador

Por O Dia

Jornalista abandona programa ao vivo após acusar Bolsonaro de censura em entrevista
Jornalista abandona programa ao vivo após acusar Bolsonaro de censura em entrevista -

Porto Alegre - O jornalista Juremir Machado abandonou ao vivo o programa da Rádio Guaíba, de Porto Alegre (RS), nesta terça-feira, após ter acusado o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) de censura durante entrevista.

Segundo o profissional, que participava da bancada do programa do âncora Rogério Mendelski, ele foi impedido de fazer perguntas ao candidato, que exigiu conversar somente com o apresentador. 

Após a entrevista, Machado questionou se poderia dizer que havia sido censurado por Bolsonaro.

"Por que não podíamos fazer pergunta? Eu achei humilhante e por isso estou saindo do programa. Foi um prazer trabalhar aqui por 10 anos", declarou o jornalista, abandonando a bancada durante o programa. 

Em seguida, Mendelski afirmou que "o silêncio" dos outros participantes "foi uma condição do candidato, que queria conversar apenas com o apresentador" e informou aos ouvintes que havia tentado uma entrevista com o presidenciável Haddad (PT), mas que por questões de agenda não foi possível. 

Outro jornalista do programa, Jurandir Soares disse que o pedido de Bolsonaro era "normal".

"Ele disse apenas: 'Dou entrevista somente para você. Não podemos dizer nada, Jurandir, foi uma condição do candidato", declarou Mendelski, que disse ainda que "lamenta" a saída de Machado. 

Mendelski então questionou o quarto componente da atração, Voltaire, sobre o que ele achava. "Eu preciso trabalhar, né? Preciso de emprego", respondeu.

 

 

 

Galeria de Fotos

Jornalista abandona programa ao vivo após acusar Bolsonaro de censura em entrevista Reprodução Internet
Jair Bolsonaro Fernando Frazão / Agência Brasil