Prefeitura dá prazo de 18 meses para devolver o Engenhão

Prefeitura afirma que reforma será custeada por capital 100% privado

Por pedro.logato

Rio - Dezoito meses. Este é o prazo que a Prefeitura do Rio de Janeiro deu para entregar o Engenhão novamente para a realização de jogos. A informação foi divulgada em uma entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira na sede do governo municipal carioca.

O estádio foi fechado no dia 26 de março por apresentar problemas na cobertura sobre as arquibancadas, segundo dados do laudo preliminar de uma empresa alemã. Um dos profissionais responsáveis pelo novo estudo explicou a situação, alertando para a movimentação da estrutura que circunda a construção.

Engenhão foi interditado no fim de março e só deve ser liberado em 18 mesesPaulo Alvadia / Agência O Dia

"A causa deste comportamento tem a ver com a concepção estrutural. O arco, por exemplo, na situação atual, se movimentou bastante. Isso tudo levou a níveis mais baixos de nível de confiabilidade. A comissão deicidiu que não dá para deixar desse jeito, precisa-se recompor estes níveis", explicou Sebastião Andrade.

"A solução consiste em fazer o caminho inverso da montagem. Vamos refazer os escoramentos, e a partir daí a gente mantém a cobertura escorada para começar o serviço propriamente dito, que é o reforço dos arcos que compõem o principal elemento de sustentação da cobertura", disse.

Sem o Engenhão, os clubes cariocas seguem mandando suas partidas em estádios menores, fora da cidade e até em outros estados. A previsão é que o Maracanã volte a ser usado pelas equipes do Rio do Janeiro após o término da Copa das Confederações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia