Sem Bolt, mas com Blake, Jamaica bate recorde mundial do revezamento 4x200

Equipes de São Cristóvão e Neves e França completaram o pódio

Por ulisses.valentim

Bahamas - Mesmo sem contar com seu principal astro, o multicampeão olímpico Usain Bolt, mas tendo como atração Yohan Blake, a equipe jamaicana estabeleceu na noite de sábado o novo recorde mundial da prova 4x200 no Mundial de Revezamentos, disputado em Nassau, nas Bahamas, com tempo de 1min18s63. Nickel Ashmeade, Warren Weir, Jermaine Brown também defenderam a Jamaica na prova, que teve São Cristóvão e Nevis, (1min20s51) com a medalha de prata, e França (1min20s66) com a de bronze.

O time dos Estados Unidos cruzou em terceiro, mas foi desqualificado por uma falha na segunda passagem de bastão e ficou sem medalha. O recorde anterior, de apenas cinco centésimos acima, era dos americanos e tinha sido estabelecido em 1994 por Michael Marsh, Leroy Burrell, Floyd Heard e Carl Lewis.

Jamaica conquista o ouro no revezamento 4x200Reuters

Também ontem, o Quênia quebrou a melhor marca do planeta no revezamento feminino 4x1.500, registrando tempo de 16min33s68. A equipe já detinha o recorde, que era de 17min05s72. A medalha de prata foi conquistada pelos Estados Unidos, e o bronze, pela Austrália.

Os EUA levaram a melhor na final feminina do 4x100, na qual cravou 41s88 e superou a Jamaica (42s28), que não contou com a tricampeã olímpica Shelly-Ann Fraser. O bronze ficou com Trinidad e Tobago (42s66).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia