Roberto Carlos e outros ex-jogadores de futebol apoiam Figo na eleição da Fifa

Português é o principal adversário do presidente Joseph Blatter

Por victor.abreu

Portugal - Os ex-jogadores Roberto Carlos, Steve McManaman e Patrick Vieira manifestaram apoio à candidatura do português Luis Figo nas eleições da Fifa, que acontecerão em 28 e 29 de maio em Zurique (Suíça).

LEIA MAIS: Blatter terá três concorrentes na próxima eleição para presidente da Fifa

Ali bin Al Hussein, Michael van Praag e Joseph Blatter serão os adversários de FigoReuters

"Temos que voltar às origens do futebol. É preciso pôr a modalidade em primeiro lugar. Luis Figo tem todas as qualidades e a sensibilidade necessária para mudar a Fifa para melhor", disse Roberto Carlos, de acordo com a equipe da candidatura do português.

Atual treinador do Akhisar, da primeira divisão do Campeonato Turco, o ex-lateral foi colega de Figo no Real Madrid durante cinco temporadas, de 2000 a 2005.

Nos três primeiros anos no clube da capital espanhola, o português teve a companhia de McManaman, que agora é outro a querer vê-lo à frente da entidade máxima do futebol mundial.

"É um homem talentoso, competente, dedicado e honesto que quer recuperar alguns dos valores essenciais do esqueleto do futebol. E todos nós sabemos como a Fifa precisa urgentemente de uma mudança para o bem", declarou o inglês.

Campeão mundial pela França em 1998, Vieira é outro dos cabos eleitorais de peso de Figo, com quem jogou por três temporadas na Inter de Milão.

"Como ex-jogadores, temos a responsabilidade de cuidar da modalidade que tanto amamos. Luis quer recuperar as essências do futebol e dá-las aos torcedores, que tanto o apoiaram durante a carreira. Luis é um candidato muito sério", destacou o ex-volante.

A candidatura de Figo divulgou apoios de outros jogadores, como o japonês Hidetoshi Nakata e o trinitário Dwight Yorke.

O português concorrerá com o atual presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, no cargo desde 1998, além do holandês Michael van Praag, presidente da Federação Holandesa de Futebol (KNVB); e o príncipe jordaniano Ali bin al-Hussein.

O ex-capitão da seleção portuguesa já tem o apoio oficial das federações de Dinamarca, Montenegro, Polônia, Macedônia, Luxemburgo e Portugal.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia