Saudade do improviso e do talento

Neymar foi repreendido pelo treinador do Barcelona

Por pedro.logato

Rio - É muito triste constatar, exatamente onde se pratica o melhor futebol do mundo, na Espanha, a intolerância de jogadores e treinadores com jogadas de efeito somente possíveis pela vertente mágica do futebol, daqueles que sabem dar à bola um tratamento especial. O bom senso pode até indicar que se deve evitar exagero em reações que podem ser consideradas provocativas, mas jamais coação e tanta estupidez como se viu com Neymar pela sua carretilha. Ainda bem que a imprensa mundial lamentou a reação e o técnico Luis Enrique, do Barça, foi alvo de críticas por sua censurar a jogada. O futebol, que já foi arte pura, anda muito careta e conservador e não pode ficar limitado a um jogo de conjunto que pode ser eficiente, mas sem magia. Não podemos acabar com isso.

Neymar fez jogada de efeito na final da Copa do ReyReuters

CRISE DOS VETERANOS

Os técnicos experientes do nosso futebol andam em queda. Depois dos 7 a 1 da Alemanha, Parreira sumiu do mapa, Felipão não acertou mais e seguiram pelo mesmo caminho Muricy, Vanderlei e, agora, Tite, balançando no Corinthians. A nova geração de Marcelo e Doriva ainda não está consolidada e a vez parece ser de estrangeiros como Aguirre e Carlos Osório.

SÉRIOS DESAFIOS

Vasco e Fla começam o Brasileiro penando no Z-4 e vão ter dificuldades para se recuperar nesse meio de semana. O Vasco joga em casa contra uma Ponte forte, no G-4, com um time organizado e ótimas variações ofensivas. E o Flamengo parte para um duelo de desesperados, no Mineirão, contra o Cruzeiro. Não está fácil pra ninguém.

AINDA FALTA MUITO

A torcida do Fla espera ansiosa e com otimismo a estreia de Guerrero, que só acontecerá após a Copa América. Mas se é certo que ele vai melhorar o ataque é verdade também que os jogadores do meio-campo, como Everton, Canteros e Arthur Maia, precisam subir de produção para que a bola chegue na frente. Alecgol já sofre e Guerrero também precisará de apoio.

A HORA DE DON LEOZ

A Justiça americana já deu ordem de prisão para o ex-homem forte do futebol sul-americano, Nicolás Leoz, que só não foi preso por estar internado em Assunção. Com 86 anos, tem regalias em sua terra, mas não nos EUA, que não toleram a impunidade. A extradição é difícil, mas a carreira de Don Leoz acabou.Para o bem do futebol.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia