Carlos Tévez defende Messi de críticas e revela sonho de presidir Boca Juniors

Atacante falou sobre as críticas ao craque do Barcelona

Por renata.amaral

Argentina - O atacante Carlos Tévez, do Boca Juniors, defendeu nesta sexta-feira o astro Lionel Messi das críticas feitas pela imprensa argentina, garantindo que o jogador do Barcelona teria todo o direito de abandonar a seleção após a perda da Copa América.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

"Foi uma grande dor para ele perder a final, e depois que a imprensa e as pessoas o assassinassem como fizeram. Certamente, se eu estivesse no lugar dele, teria vontade de mandar tudo para o inferno e não voltar mais", garantiu o ex-Corinthians, em entrevista à emissora de televisão argentina "América".

Tevez e Messi juntos no treinamento da seleção argentina na Copa do Mundo de 2006%2C na AlemanhaReuters

"As pessoas não sabem o que sentem os jogadores da seleção argentina, quanto queremos vestir esta camisa. Ninguém imagina a dor que sentimos", garantiu o atleta, que recentemente trocou a Juventus pelo Boca.

O goleador admitiu que a mudança de clube foi motivamente, quase que exclusivamente, pela necessidade de estar mais próximo dos familiares e amigos na Argentina.

"Estar no campo e ver meu pai na tribuna não tem preço. Não troco isso por nada", garantiu o 'Apache', como Tévez é conhecido no país.

O atacante ainda revelou planos para o futuro, de se tornar mandatário do Boca Juniors, clube de que nunca escondeu ser torcedor.

"Eu gostaria de ser presidente do Boca, mas preciso me preparar. Não posso me candidatar só que as pessoas gostam de mim", concluiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia