Justiça rejeita pedido de Najila para reabertura de processo contra Neymar: 'Sem provas'

Segundo a modelo, é normal que a palavra do atacante valha mais que a dela

Por iG

Najila Trindade
Najila Trindade -
São Paulo - A Justiça negou o pedido de Najila Trindade de reabertura do inquérito que investigava um suposto estupro cometido por Neymar. Assim com o Ministério Público, a juíza Ana Paula Gomes Galvão Vieira de Moraes entendeu que não existem novos fatos que sustentem a volta da investigação.

De acordo com o entendimento da juíza, para que o processo de Najila fosse reaberto, novas provas precisavam ser apresentadas, o que não aconteceu no pedido feito pelo advogado da modelo, Cosme Araújo.

No último dia 13, Najila esteve no 11º Distrito Policial de São Paulo para prestar depoimento no inquérito que investiga o suposto arrombamento em seu apartamento e falou sobre o arquivamento do processo de estupro que movia contra Neymar .

Segundo a modelo, é normal que a palavra do atacante valha mais que a dela. "É o caso de um jogador e eu sou só uma pessoa de família humilde e tal. É muito mais fácil arquivar o caso do que ir atrás da verdade", disse a modelo.
"Foi uma explosão ali, porque no fundo eu sabia que não haveria justiça para ele, uma questão de honra também. Falei, cara, não vai ter justiça, mas vou fazer a minha", disse Najila .

Comentários