Cartolouco desabafa sobre demissão da Globo: 'Existe uma panelinha'

Apresentador disse que a emissora ainda pensa estar nos anos 80

Por O Dia

Cartolouco
Cartolouco -
Rio - O apresentador Lucas Strabko, o Cartolouco, fez duras críticas à Globo. Demitido da emissora em abril, ele disse ao canal "Pilhado" que o núcleo de esportes da empresa conta com uma "panelinha".
"Existe uma panela, as pessoas se fecham e se defendem. Existe, sim, uma panelinha. Isso é ruim para a empresa e para eles mesmos. Se fosse algo mais aberto, com todos tomando decisões, as coisas poderiam ser diferentes lá dentro, com coisas mais inovadoras. Mas tem panelinha, sim. A Globo peca muito em pensar que o mundo ainda está nos anos 1980 e que eles dominam tudo. E não é mais assim, as coisas mudaram. (...) O problema é que a Globo ainda é muito conservadora, ainda não entendeu que a internet é livre", desabafou o jornalista.
Cartolouco também falou sobre os episódios que acabaram resultando em sua demissão.
"Eles cansaram. Fiz muita m****. Teve a história do Fluminense, Fortaleza... Na época de 'É Gol' fui o apresentador mais novo da história do SporTV, era muito novo e imaturo. Em 2019 passei limpo. Em 2020 teve o problema do álcool em gel. O problema é que a Globo é muito conservadora ainda. Ela não entendeu que a internet é livre. O vídeo que deu m**** mesmo eu estava na privada pelado, mas estava coberto. Era o desafio do papel higiênico (que viralizou no começo da pandemia) e eu falei que o papel higiênico era para limpar a bunda, não fazer embaixadinhas. Foi para conscientizar. O problema é que a Globo ainda é fechada para a internet", afirmou.

Comentários