'Hoje, o Botafogo forma jogadores já pensando na venda' diz Assumpção

Presidente do Botafogo admite que a venda das jovens promessas é uma alternativa para sanar as dívidas do clube

Por bernardo.argento

Rio - Os clubes cariocas não vivem uma boa situação financeira. Os quatro grandes devem salários aos seus jogadores e suas rendas são constantemente penhoradas. Com o Botafogo não é diferente. O Glorioso vê em suas jovens promessas como Dória, Gilberto, Gabriel, e Vitinho, a possibilidade de arrecadar uma boa quantia em vendas. No entanto, o presidente Mauricio Assumpção garante que com o passar do tempo, a política de venda dos garotos que subiram da base deve mudar.

"Hoje, o Botafogo forma jogadores já pensando na venda. Quando eu aumentar a renda da bilheteria, vou passar a depender menos disso. A questão da base é muito complicada. Eu acredito que seja possível diminuir a participação da venda de jogadores na receita dos clubes, mas ainda precisamos aprender muito para aproveitar a bilheteria dos jogos", disse ao Sportv

Presidente do Bota quer mudar política de venda de jovens promessasAndré Luiz Mello / Agência O Dia

As equipes ainda necessitam evoluir na revelação de grandes atletas para lucrar com a venda posteriormente. No momento, a principal fonte de renda são os patrocinadores e as cotas de Tv. O mandatário alvinegro garante que há outras formas de conseguir arrecadar recursos para o Botafogo, como uma segunda linha de produtos.

"Os patrocínios são fundamentais. A venda de produtos oficiais também é importante, mas sofre com a pirataria. A grande maioria de fornecedores de uniformes esportivos não está interessada em vender camisas, ao contrário dos clubes. O que as marcas querem é exposição na mídia. Até por conta disso os clubes estão trabalhando com uma segunda linha de produtos. Não se trata de algo de qualidade inferior, mas, sim, um produto mais acessível para o torcedor. Isso ajuda bastante para evitar a pirataria", contou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia