Presidente do Botafogo minimiza briga entre vice de futebol e o atacante Bill

Carlos Eduardo Pereira diz que briga entre Antônio Carlos Mantuano e o jogador foi apenas um acidente de percurso

Por jessica.rocha

Rio - O empate do Botafogo com o Barra Mansa, na última quarta-feira, em Volta Redonda, gerou um desconforto entre diretoria e jogador. Após o resultado, considerado ruim pelo Alvinegro, o vice de futebol Antônio Carlos Mantuano e o atacante Bill foram protagonistas de uma discussão no vestiário. A fim de minimizar o caso, o presidente do clube, Carlos Eduardo Pereira, alegou que o incidente foi reflexo do jogo e não irá gerar transtornos para o trabalho da equipe.

"Eu vejo com normalidade. Eventualmente o resultado foi diferente do que esperávamos e podem surgir discussões, mas nada que altere os objetivos, a continuação do trabalho, a harmonia que existe no grupo do Botafogo e, principalmente, a confiança de que alcançaremos todos os objetivos com este grupo", afirmou Carlos Eduardo Pereira à Rádio Brasil.

Carlos Eduardo Pereira minimiza discussão entre o vice de futebol e BillDivulgação

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo  

O presidente alvinegro contou que teve uma conversa com o Mantuano e o gerente de futebol Antônio Lopes. De acordo com o papo, a discussão entre o vice de futebol e Bill teria acontecido devido ao mau rendimento do atacante, que chegou a perder um pênalti na partida.

"Conversei com ambos (Mantuano e Antônio Lopes). Mas nada de relevante, só uma voz mais alta, mas nada que altere o dia a dia. Nosso foco é o Vasco (adversário de domingo), o Carioca e a luta para voltarmos à Série A (do Campeonato Brasileiro). São acidentes de percurso, assim como o resultado, mas temos confiança na nossa capacidade de reação", acrescentou.

Questionado sobre se o vestiário deveria ter acesso somente aos jogadores e comissão técnica, Carlos Eduardo Pereira discordou: "É difícil fazer analise crítica. Claro, não se pode evitar que o vice e o presidente tenham acesso ao vestiário, me parece um exagero. Tudo que é combinado é válido. Mas não há veto no Botafogo. O resultado negativo deixou todos aborrecidos. Mas nosso foco é o futuro".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia