Botafogo pressiona no segundo tempo, mas acaba derrotado pelo Atlético-PR

Alvinegro sofre gol logo no início da partida e apesar de toda a pressão na segunda etapa, não consegue emplacar a terceira vitória seguida

Por edsel.britto

Curitiba - Embalado pelas duas vitórias seguidas no Brasileirão, o Botafogo bem que tentou emplacar a terceira, mas parou na falta de sorte. Após sofrer o gol do Atlético-PR ainda no início do primeiro tempo, o Alvinegro remou muito na segunda etapa, mas não pode evitar a derrota por 1 a 0, nesta segunda-feira, na Arena da Baixada. 

Mesmo atuando fora de casa, o Botafogo teve espaço e criou boas chances de empatar e até virar a partida nesta segunda em Curitiba. Ainda no primeiro tempo, após levar o gol de Hernani aos seis do primeiro tempo, o Alvinegro teve com Sassá a chance de igualar, mas o atacante exagerou e perdeu chance preciosa. 

Botafogo perdeu para o Atlético-PR por 1 a 0Joka Madruga / Estadão Conteúdo

Já no segundo tempo, só deu Botafogo. Porém, o Glorioso esbarrou na boa atuação de Santos e na trave. Neilton e Pimpão conseguiram furar o aqueiro paranaense, enquanto Luis Ricardo até superou o goleiro, mas a bola parou na trave, impedindo que o Alvinegor igualasse o placar.

A derrota reaproxima o Botafogo da zona de rebaixamento apesar de não perder posição. Na 13ª posição, o Alvinegro se mantém com 26 pontos, mas agora está a dois do Internacional, primeiro time no Z-.4. Na quinta-feira, o Glorioso tem o Cruzeiro pela frente, desta vez na Copa do Brasil, às 20h, na Arena Botafogo. Já pelo Brasileirão, a equipe tem o Grêmio, no domingo, às 16h, no mesmo local, em jogo atrasado da 19ª rodada. 

O JOGO

Não demorou muito para o Atlético largar na frente. Aos 6 minutos, Hernani aproveitou escanteio e desviou para colocar o time mandante na frente: 1 a 0. Apesar do gol inicial, o Botafogo não se abalou e criou boas chances para empatar a partida. A primeira com Sassá, aos 19. O atacante aproveitou erro de passe de Hernani e entrou livre na área, mas perdeu o gol. Aos 21, foi a vez de Bruno Silva. O volante arriscou de fora da área e acertou o travessão.

Depois dos dois sustos, o Atlético esfriou a partida e começou a ter maior posse de bola. O problema é que não mais finalizou até o final do primeiro tempo, enquanto o Botafogo quase empatou, aos 43, com Sassá, que recebeu na pequena área e errou o alvo. O intervalo foi o momento para o técnico Paulo Autuori reorganizar o time, que se defendeu melhor e neutralizou o adversário.

Com o fraco início do segundo tempo, o técnico Jair Ventura não demorou para lançar Salgueiro no lugar de Bruno Silva, porém a mudança não surtiu o efeito esperado. O time alvinegro perdeu qualidade na saída de bola e tinha dificuldades para chegar ao ataque. Em uma das raras investidas, Luis Ricardo cruzou para Salgueiro finalizar em cima de Santos.

Aos 29, Hernani quase marcou o segundo gol. Em boa cobrança de falta, o volante chutou forte e viu Sidão fazer ótima defesa. Nos últimos dez minutos, o Botafogo pressionou e esteve perto do empate. Só não conseguiu por causa de Santos. O goleiro, que substitui Weverton, que está com a seleção brasileira, fez duas grandes defesas, em finalizações de Camilo e Luis Ricardo, e garantiu a vitória paranaense após três derrotas na competição.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1x0 BOTAFOGO

Estádio: Arena da Baixada
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Gols: Hernani (Atlético-PR, aos 6' do 1ºT)
Cartões Amarelos: Hernani (Atlético-PR) e Leandrinho (Botafogo)
Cartões Vermelhos:

ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani e Lucas Fernandes (Juninho); Pablo, André Lima (Marcão) e Luan (João Pedro); Técnico: Paulo Autuori

BOTAFOGO: Sidão; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos e Diogo Barbosa; Airton (Salgueiro), Bruno Silva (Leandrinho), Rodrigo Lindoso e Camilo; Neilton (Rodrigo Pimpão) e Sassá; Técnico: Jair Ventura

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia